Home » Internet » Verizon pede desconto de US$ 1 bilhão na compra do Yahoo!

Verizon pede desconto de US$ 1 bilhão na compra do Yahoo!

Após polêmicas recentes, Verizon quer desconto de US$ 1 bilhão para comprar o Yahoo!; CEO Tim Armstrong cogita inclusive desistir do negócio.

3 anos atrás

marissa-mayer

O Yahoo! continua descendo a ladeira sem freio. Após o gigantesco vazamento de dados dos usuários e a polêmica em que a CEO Marissa Mayer envolveu a empresa ao baixar a cabeça para NSA e FBI, a Verizon percebeu o tamanho da bomba que tem em mãos.

Isso posto, a operadora teria solicitado um descontão para levar a empresa.

Segundo uma série de fontes internas próximas às negociações entre Verizon e Yahoo!, a operadora não estaria nada contente com a recente sucessão de trapalhadas da outrora gigante das buscas, que em seus tempos áureos chegou a valeu US$ 125 bilhões mas acabou vendida a troco de pinga. Tanto o vazamento massivo quanto o acordo com as agências de segurança dos Estados Unidos, onde a mando de Mayer foram desenvolvidas ferramentas especializadas que permitem aos federais acesso facilitado às contas de e-mail dos usuários do Yahoo!, que podiam ser vasculhadas em tempo real podem e irão se reverter numa onda de processinho sendo invocados, o que em última análise representa um custo não previsto para a Verizon e consequentemente, uma dor de cabeça que ela não previu quando comprou o problema.

Dessa forma, o CEO Tim Armstrong está receoso quanto ao futuro da negociação (segundo as fontes ele já não vê o negócio como algo tão vantajoso assim) mas a princípio não estaria tão disposto a desistir, embora ele tenha de fato cogitado a possibilidade de retirar a oferta e não mais comprar o Yahoo!. No entanto, o primeiro movimento teria sido solicitar à diretoria da empresa à venda um desconto substancial de US$ 1 bilhão em cima dos US$ 4,83 bilhões originais quando do fechamento da negociação, o que representa um abatimento de 20,7% do montante.

Lógico que a proposta não foi muito bem recebida pelo Yahoo!: Mayer teria assumido uma posição defensiva de modo a proteger os interesses de seus investidores (acredito que o CEO da Starboard Venue Jeffrey Smith, que já não vai com a cara da Loura Má™ deve estar feliz a beça, só que não), alegando que a Verizon não tem apoio legal para solicitar nenhum tipo de desconto; do outro lado, a operadora afirma que os recentes escândalos não só depreciaram o valor de mercado do Yahoo! como o bilhão economizado será empregado obviamente para arrumar a bagunça que Mayer e seu grupo de diretores aprontou nos últimos anos.

A situação não é boa como um todo: caso o desconto não seja concedido não é muito difícil que Armstrong desista realmente de comprar o Yahoo!, o que vai empurrar a empresa ainda mais rumo ao precipício. Já Marissa Mayer... ela já se jogou no mar com sapatos de concreto faz tempo, ao atomizar sua própria carreira executiva sozinha com suas pataquadas para alimentar seu próprio ego.

Fonte: New York Post.

relacionados


Comentários