Home » Engenharia » Yemen: cena de uma guerra desconhecida

Yemen: cena de uma guerra desconhecida

O bicho está pegando no Yemen, apesar de a TV ter decidido que a Síria é o único lugar do mundo onde acontece coisa ruim. Pra piorar os rebeldes quase afundaram um navio americano feito na Tasmânia e arrendado pros Emirados. Globalização é isso! (sim, tem vídeo)

3 anos atrás

1280px-us_navy_031010-n-3236b-001_high_speed_vessel_two_hsv-2_navigates_the_waters_off_the_coast_of_southern_iraq

Como você provavelmente não sabe já que a internet está mais preocupada com quantas mulheres Elon Musk segue no Twitter e o Jornal Nacional tem que mostrar o Festival das Castanhas Sagradas de Paranhuns do Mato-Dentro, o Yemen está passando por uma guerra civil. Sim, eu sei que a grafia em português é Iémen mas é feio. Como é feio todo mundo fingir que se importa com a Síria, enquanto ignora uma guerra quase tão suja. Poxa, vamos fingir que nos importamos com o Yemen também!

mapa

Desde 2015 o Yemen vive uma guerra civil, que colocou em lados diferentes o governo oficial, uma aliança rebelde e o ISIS. Ah, e a Al Qaeda. Apoiando os rebeldes, não oficialmente e não-confirmado, claro, temos o Hezbollah e o Irã. Apoiando o governo, Arábia Saudita, liderando uma coalização que envolve um monte de Estados do Golfo, EUA, UK, França, Canadá e Turquia. Oh yeah, esqueci, a Força Aérea do Yemen se aliou aos rebeldes. O termo técnico para descrever a situação é “rebuceteio”.

Como os Sauditas são Árabes do Bem, a mídia quase não reporta nada sobre as ações por lá, muito menos comenta a imensa lista de violações de direitos humanos, com ataques a comunidades civis, hospitais e coisas que fariam o Putin dizer “pega leve, camarada”. Do outro lado os rebeldes não fazem por menos, e a última vítima foi o finado HSV-2 Swift.

1280px-the_high-speed_vessel_swift_hsv-2_gets_underway_with_a_tethered_tif-25k_aerostat_balloon_in_key_west_fla-_on_april_24_2013_130424-n-ic228-112

Construído na Tasmânia, é um catamarã que foi encomendado em regime de Leasing pela Marinha dos EUA para testar a utilidade desse tipo de embarcação. É um navio muito rápido. Mesmo tendo 98 metros de comprimento, consegue desenvolver velocidades acima de 80 km/h e navegar em águas tão rasas quando 3,7 metros.

O preço para isso é que ele tem que ser leve, então seu casco é todo feito em alumínio. Não há compartimentos estanques, como em outros navios e segundo relatos marinheiros deixando cair objetos pesados deixaram o chão afundado. Seu único armamento são quatro metralhadoras .50.

O objetivo do Swift é funcionar como apoio logístico, levando cargas, rápido, funcionando como heliponto e base de lançamento de drones e balões de observação. Sua capacidade de sobrevivência em combate é mínima, como seus marinheiros descobriram dia 1º de outubro.

O Swift estava navegando sob bandeira dos Emirados Árabes, depois de ter sido transferido para aquele país. Navegando próxima ao porto de Moca, no Yemen, ele fazia parte da coalização pró-governo, e os rebeldes não gostaram disso. Só que em vez de textão no Facebook, usaram um presentinho que de forma alguma veio do Irã:

c-802_4

É o C-802 Saccade, um míssil anti-navio vendido pela China. Tem alcance de 500 km, voa entre 5 e 7 metros acima das ondas e quando entra em modo de ataque desce para 3 metros. Atinge o alvo com uma ogiva de 190 kg de alto-explosivo, e é quase impossível de ser confundido eletronicamente.

Foi um desses que os rebeldes lançaram no Swift, e à queima-roupa, ou seja: além da ogiva esse bicho de 715 kg chegou com quase todo o combustível. O casco de alumínio do Swift não teve a menor chance, foi um massacre, uma covardia, pior que bater em bêbado, uma luta quase tão desigual quanto Tucão vs Galactus.

Mesmo assim tecnicamente o Swift é um navio de guerra, então alvo válido. O mais incrível é ele não ter afundado (segundo relatos). Ou melhor, não, o mais incrível é o governo do Yemen ter a cara de pau de dizer que não só o navio continua inteiro, como ninguém morreu no ataque.

Os rebeldes por sua vez divulgaram o vídeo:


www.elllas.gr — UAE Navy Ship HSV 2 Swift sunk by Houthi Rebels in Yemen

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários