Home » Especial » Lenovo lança Moto Z e Moto Z Play no Brasil

Lenovo lança Moto Z e Moto Z Play no Brasil

Nesta quarta-feira (14 de setembro), a Lenovo lançou o Moto Z e Moto Z Play no Brasil. Os aparelhos começam a partir de R$ 2.199 e apostam no módulos.

3 anos atrás

moto-z

Nesta quarta-feira (14 de setembro), a Lenovo lançou os smartphones da linha Moto Z no Brasil.

Já conhecíamos o Moto Z, que foi apresentado em julho, mas aqui também será lançado o Moto Z Play, uma versão mais barata anunciada recentemente na IFA.

O Moto Z é o modelo high-end vendido aqui, com Snapdragon 820, 4 GB de RAM e tela Quad HD de 5,5 polegadas. O único modelo a venda aqui é o de 64 GB de armazenamento e o aparelho conta com entrada micro-SD.

A câmera traseira do Moto Z tem 13 megapixels e abertura de ƒ/1,8; estabilização óptica de imagem e auto-foco laser, enquanto a câmera frontal tem 5 megapixels com abertura ƒ/2,2.

Para manter a esbelta espessura de 5,2 mm; a bateria acaba comprometida e tem apenas 2.600 mAh de capacidade. Isso se torna um problema menor aqui no Brasil, pois a Lenovo irá incluir um Snap de bateria, com 2.220 mAh, na caixa do aparelho.

Além da bateria também vem na caixa uma Style Shell, um Moto Snap “burro" que apenas complementa o design do telefone — a grande vantagem é que qualquer um dos módulos esconde bem o grande calombo da câmera.

O preço sugerido do Moto Z é R$ 3.199 na configuração básica — a que inclui os Snaps de bateria e capa.

Serão vendidos separadamente cinco Moto Snaps:

  • Capa traseira Style Shell: R$ 99;
  • Bateria OFFGrid PowerPack: R$ 399;
  • Alto-falante JBL SoundBoost: R$ 699;
  • Projetor InstaShare: R$ 1.499;
  • Câmera Hasselblad True Zoom: R$ 1.499.

Haverão alguns kits do Moto Z com outros Snaps, que me parecem bem mais interessantes que comprar os módulos avulsos. O kit com falantes da JBL sai por R$ 3.499 e o kit com o projetor ou com a câmera da Hasselblad saem por R$ 3.999 — todos os kits incluem a bateria e a capa do kit básico.

Assim, os falantes saem por R$ 300 e a câmera ou o projetor por R$ 800, na média metade do preço dos módulos vendidos separadamente.

Moto Z Play

moto-z-play

O outro aparelho lançado pela Lenovo hoje é o Moto Z Play, uma versão simplificada do Moto Z. Basicamente, é o LG G5 SE feito do jeito certo.

Com especificações um pouco melhores que Moto G4 Plus, o Z Play traz um Snapdragon 625 de 2,0 GHz; 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento.

As dimensões do Moto Z Play são praticamente as mesmas do irmão mais caro para manter a compatibilidade com os Moto Snaps. A maior diferença é a espessura de 7 mm — o que ajuda a comportar uma bateria maior, de 3.510 mAh, atém de um conector para fones de ouvido de 3,5 mm.

Moto Z e Moto Z Play

Moto Z e Moto Z Play

Olhando só as especificações, é difícil dizer se a câmera do Z Play é pior que a do Moto Z: ela tem resolução maior, com 16 megapixels, mas menor abertura com apenas ƒ/2,0. Apesar de perder a estabilização ótica, ela conta com foco por detecção de fase — que o modelo mais caro não tem.

O Moto Z Play tem preço sugerido de R$ 2.199, com apenas uma Style Shell no kit básico. O kit com módulo de bateria sai por R$ 2.399, o com alto-falante por R$ 2.499 e o projetor ou a câmera saem por R$ 2.999.

Hasselblad True Zoom

Moto Snap True Zoom

Moto Snap True Zoom

Além dos quatro Moto Snaps que foram demonstrados em julho, a Lenovo anunciou um novo, feito em parceria com a fabricante sueca de câmeras Hasselblad, que conta com sensor próprio de imagem com 12 megapixels de resolução e zoom ótico de 10×.

A câmera fica bem integrada com o sistema, aparecendo no lugar da nativa nos aplicativos que pedem pela câmera, e também há um app especial da Hasselblad que permite ajustes mais detalhados e até salvar as fotos em RAW.

Num rápido hands-on tirei algumas fotos com ele e achei a qualidade da imagem boa mas é um tanto difícil conseguir focar no zoom máximo.

relacionados


Comentários