Home » Hardware e periféricos » França: a Samsung vai desativar todos os Galaxy Note7 explosivos

França: a Samsung vai desativar todos os Galaxy Note7 explosivos

Sem choro nem vela: recall dos Galaxy Note7 explosivos na França será forçado; a partir de 30/09 todos os aparelhos comprometidos serão desativados.

3 anos atrás

galaxy-note7

A batata da Samsung está passando do ponto, e a culpa é do defeito crítico que alguns Galaxy Note7 vêm apresentando: muito além do touchgate da Apple, alguns lotes defeituosos do foblet estão apresentando o infeliz e incômodo problema que pode estragar o dia de qualquer um: sua bateria explode.

O problema em si não é uma falha de projeto, a Samsung oficialmente se posicionou dizendo que uma presepada inacreditável se apresenta em alguns gadgets: o ânodo e o cátodo da bateria (os pólos positivo e negativo) entram em contato e geram superaquecimento. A própria empresa admite que isso é algo muito raro, pois é um erro de principiante. Mas aconteceu e pode ter afetado mais de 1,6 milhão 2,5 milhões de unidades (ok, nessa proporção dá para admitir que é de fato um erro de projeto).

Agora a Samsung corre para dar um jeito na situação: ela realizou um recall de todos os aparelhos dos lotes comprometidos, embora esteja atuando no momento de maneira pontual. Nos Estados Unidos a empresa já está pondo o plano em movimento, estando em conformidade com a CPSC (Consumer Product Satefy Commission) que está em cima fiscalizando. Na Europa o recall já está em curso e não deve demorar para a Samsung Brasil também executa-lo por aqui, desde que sejam constatados lotes problemáticos distribuídos por aqui.

galaxy-note7-explosive

O grande problema que a Samsung está enfrentando, sem muita surpresa é a teimosia do cerumano. Muitos usuários, mesmo sabendo que estão portando aparelhos dos lotes comprometidos já se manifestaram internet afora que não pretendem enviar o Note7 de volta para a Samsung, ainda que estejam cobertos pela garantia de receber outro foblet novinho em folha e sem o pavio. Como a companhia não deseja se arriscar com idiotas que teimam em não cumprir o recalll e que inevitavelmente tentarão processar a Samsung depois, quando o foblet em questão fizer KABUM! eles estão partindo para ações mais autoritárias, mas necessárias.

Segundo um usuário francês do Reddit, a divisão local da Samsung não está dando escolha aos consumidores e irá forçá-los a aceitarem os termos do recall, sem choro nem vela. Ela teria começado a enviar não só um Galaxy Note7 novinho e sem o defeito, na mesma cor que os consumidores afetados adquiriram como um Gear VR e um pacote dos correio devidamente custeado, a fim de enviar o foblet do mal de volta.

E como a Samsung não é besta de deixar um consumidor espertinho com dois aparelhos funcionando, a empresa já anunciou que a partir do dia 30/09 todos os foblets dentro dos lotes comprometidos serão desativados, provavelmente via bloqueio do IMEI. E como todos eles já terão o seu gadget novinho em mãos isso não é um problema.

É claro que muita gente vai chiar, principalmente os ligeiros que tentariam repassar o aparelho com defeito para frente mas sinceramente, a decisão da Samsung é a mais acertada. A empresa já recomendou a todos que sequer liguem os foblets sob o risco de novas explosões, ele não é tão pontual quanto poderia ser e pode causar danos sérios. Logo, antes causar um transtorno aos consumidores obrigando-os a se desfazerem dos aparelhos defeituosos do que arcar com outras despesas depois.

Fonte: Reddit.

relacionados


Comentários