Home » Internet » Papelão: Warner marca a si própria como filial da Locadora

Papelão: Warner marca a si própria como filial da Locadora

Na sua mais recente lista de sites marcados como fontes de material com copyright, a Warner adiciona a página oficial da própria Warner Bros. Pictures

3 anos atrás

bvs-ue-cover

A Warner, assim como todos os estúdios combate ferrenhamente a pirataria e não curte ver seus lançamentos sendo distribuídos na Locadora do Paulo Coelho livremente. Assim ela trabalha com o Google para sempre remover dos resultados das buscas links ilegais que levem para portais disponibilizando suas obras, sejam séries, filmes e HQs, entre outras coisas.

Só que nem sempre a lista é precisa, e quando o estagiário entra em modo automático coisas estranhas podem acontecer.

A Vobile, a empresa contratada pela Warner para cuidar dessa faceta do combate à pirataria (geralmente são companhias medianas, escritórios legais que detém os direitos das obras de seus representantes para todas as questões judiciais. É como a Web Sheriff, que cuida do espólio do finado cantor Prince) é a responsável por emitir periodicamente as listas de sites ilegais que hospedam/distribuem/redirecionam para as produções protegidas pelas leis de direitos autorais endossadas pala MPAA e RIAA, enquanto a DMCA faz as vezes de martelo da justiça. Uma vez emitidas as listas os sites de busca como Google e Bing se comprometem a remover as referências, sumindo com os links dos resultados e dificultando o acesso por parte do usuário.

Como o trabalho é feito por um escritório terceirizado, com advogados muitas vezes engessados que não possuem tanta familiaridade com tecnologia e como a internet funciona, muitas vezes a ordem expressa do cliente é levada ao pé da letra: "listar sites que distribuem nosso conteúdo". Nisso várias vezes entram resultados legais e desta vez não foi diferente: a última listagem incluiu a entrada de Batman Begins no IMDB, bem como as páginas da Amazon para a aquisição ou locação de O Cavaleiro das Trevas.

A cereja no bolo, no entanto foi a listagem incluir o site... da própria Warner Bros.

oops

Curiosamente a versão 2.0 do Mega Filmes HD também está na lista. Como eu disse na época, a pirataria é a Hidra.

Esse tipo de coisa é comum, em tempos passados a FOX já marcou a CBS como fonte de material pirata, quando terceirizados entram no meio tudo pode acontecer. Não é como a Sony, essa sim uma empresa tão comprometida com o combate à pirataria que em certa ocasião mandou o processinho para si mesma.

O caso é bem peculiar: quando nos primórdios do MP3 a divisão de hardware lançou um player digital de músicas enquanto ao mesmo tempo possuía parte do antigo portal LAUNCH.com. Em 2000 a Sony Music, através da RIAA entrou com um processo contra a LAUNCH Media por não licenciar apropriadamente os direitos de transmissão através da solução LAUNCHcast. A empresa foi consequentemente comprada pelo Yahoo! e absorvida pelo seu serviço de músicas, mas durante aquele período a Sony estava de fato processando a Sony. E não foi a única vez.

Enfim... a Warner tem o direito e o dever de proteger suas propriedades intelectuais e o fará, mesmo sabendo que é como tapar o Sol com peneira. E como humanos são humanos não será esta a última vez que presepadas como a da Vobile serão cometidas.

Fonte: Torrent Freak.

relacionados


Comentários