Home » Games » Nintendo » Nintendo exige o fim de mais de 500 jogos feitos por fãs

Nintendo exige o fim de mais de 500 jogos feitos por fãs

Site que distribui jogos criados por desenvolvedores indie recebe aviso da Nintendo e por isso 562 criações não poderão mais ser distribuídas por lá.

3 anos atrás

dmcas-sky

Pokémon Uranium, AM2R, No Mario’s Sky… Só nos últimos dias vimos três belos projetos baseados em marcas da Nintendo sendo descontinuados porque os advogados da empresa entraram em ação, mas nada se compara ao ocorrido com o pessoal do Game Jolt.

De acordo com os responsáveis pelo site que hospeda várias criações de desenvolvedores independentes, recentemente eles receberam um email da BigN invocando o Digital Millennium Copyright Act (DMCA). Nele o representante exigia que 562 jogos fossem tirados do ar e claro, todos utilizavam de alguma maneira marcas da empresa.

Com isso, as páginas de todos os títulos que foram citados passaram a poder ser visualizadas apenas pelos criadores dos respectivos projetos e aqueles que quiserem ter acesso a eles infelizmente terão que recorrer a outros lugares para fazer o download, o que não é muito recomendado, já que nunca sabemos o que pode vir nos arquivos.

Diante de uma situação tão crítica e visando manter a transparência do Game Jolt, os administradores resolveram passar a divulgar no GitHub todos os avisos de DMCA que receberem, pois assim eles acreditam que os visitantes saberão quais jogos foram proibidos de serem distribuídos (além de jogar a responsabilidade nas costas das empresas, é claro).

Bom, sei que muitos não gostarão do que direi, mas mesmo achando essa perseguição por parte da Nintendo um tanto antipática, não consigo deixar de achar que eles estão no seu direito, afinal as franquias lhes pertencem e mesmo que tais jogos criados por fãs sejam distribuídos gratuitamente, a simples exposição de seus criadores já pode lhes render algo no futuro.

O fato é que gostando ou não, criar algo baseado na marca dos outros faz com que sempre exista o risco de cedo ou tarde o projeto tenha que ser interrompido e para ser sincero, muitas vezes tenho até a impressão de que os desenvolvedores se arriscam de propósito.

Pegue como exemplo o próprio No Mario’s Sky. Todos nós sabíamos que a Nintendo não faria vista grossa para o jogo e assim que o aviso chegou ao pessoal da ASMB Games, eles simplesmente fizeram algumas modificações, rebatizaram o jogo como DMCA's Sky e continuam o distribuindo. Ou seja, garantir a publicidade gratuita inicial foi fácil, agora eles só precisam continuar o desenvolvimento e tentar lucrar com a criação, seja agora ou mais para frente.

Fonte: Engadget.

relacionados


Comentários