Home » Engenharia » Teatrinho do Putin: russos voando com mísseis obsoletos na Síria

Teatrinho do Putin: russos voando com mísseis obsoletos na Síria

O camarada Putin está mandando do bom e do melhor pra Síria, mas os caças de última geração estão sendo equipados com mísseis do tempo em que mullets estavam na moda. Putin endoidou?

4 anos atrás

russian-air-force-jet

Chega ser divertido acompanhar apenas as notícias oficiais sobre os conflitos da moda. Mais ou menos como as ameaças da Melhor Coréia, que para todos os jornaleiros da TV está prestes a se lançar em uma guerra total, mas para os sul-coreanos é só bravata. As incursões da Rússia contra o ISIS também vão pelo mesmo caminho.

Se você presta atenção nos comunicados de Moscou tem certeza que Putin subiu em seu ursomóvel (sem camisa, claro) e está pessoalmente chutando a bunda do ISIS. Os russos fazem incríveis ataques de precisão (com bombas da 2ª Guerra) e estão conseguindo vitórias, ao contrário dos EUA e uma penca de países que aparentemente só estão lá para matar pandinhas.

Parte da retórica envolve a Rússia entrar em modo militante de Facebook dizendo vai ter intervenção russa sim e vendendo a idéia de que todo mundo está impotente contra isso. Mais ainda: falam que vão atacar e se alguém entrar no meio vai levar chumbo.

2E9305F900000578-0-image-a-2_1447904174156

O resto da coalizão acha divertido mas enquanto Putin continuar despejando democracia russa no ISIS, tudo bem.

O povo russo adora as bravatas do Putin na TV, as CNNs da vida adoram fazer matérias apocalípticas e a impressão que passam é que EUA e Rússia estão prestes a se enfrentar nos céus da Síria. Será?

Uma característica dos ataques russos é que estão usando bombas no máximo tão inteligentes quanto o membro médio do ISIS. Ou seja: muito burras. Moscou não tem o problema de ter que lidar com imprensa chata como os EUA então onde a bomba cair, caiu. Quem mandou colocar uma creche na mesma cidade que um esconderijo terrorista?

image

Só que os aviões não são velhos. Sim, os Bears da Guerra Fria estão lá, e o pé-de-boi Su-25, mas Putin está colocando do bom e do melhor para atacar a Síria. Motivo? Business. Essa guerra está sendo uma vitrine excelente para mostrar o que o armamento russo pode fazer. E não só caças, temos os helicópteros de ataque, que os russos adoram:


Russia Insider — Amazing Footage of very low altitude Russian Attack Helicopters targeting ISIS 08/10/2015

Só que um pessoal reparou algo estranho a princípio: os caças russos que estão levando democracia para a Síria estão armados com mísseis obsoletos. Velhos mesmo, quase todo mundo está voando com o R-27, codinome Álamo, essa lambreta aqui:

Missile_R-27R_2007_G1

O Álamo entrou em operação em 1983, é equivalente ao Sparrow, de 1959, que nas opiniões de todos os envolvidos, atiradores e alvos, é uma bela bosta. Foi usado durante boa parte da Guerra Fria, hoje é parte do arsenal de países como Cuba e a Melhor Coréia. Putin tem milhares em estoque, os modelos novos ainda são raros e caros.

Armar seus caças com R-27s à primeira vista não faz muito sentido, qual a lógica de colocar um avião novo com uma arma obsoleta? Toda, pois a ameaça aérea na Síria é virtualmente inexistente. Mísseis tem uma vida útil que depende de diversos fatores, um deles é o número de pousos e decolagens.

su-25-frogfoot

Ao levar mísseis modernos e caros os caças russos estariam abreviando a vida deles, sem nenhum ganho. Fora das manchetes tudo está sendo muito bem coordenado pelas forças envolvidas, e os EUA não têm o MENOR interesse em começar uma guerra. Putin muito menos. No mundo real, longe das bravatas as chances de um caça americano atirar num russo são virtualmente inexistentes, fora uma hagada fenomenal.

Portanto Putin está equipando os aviões com mísseis velhos, mas que ficam bem na foto, vende seus caças, vende seus bombardeiros, solta suas bravatas e não desgasta equipamento à toa. É assim que se ganha guerras, crianças: com inteligência.

Fonte: War is Boring.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários