Home » Games » Indústria » Para Microsoft, esta poderá ser a última geração de consoles

Para Microsoft, esta poderá ser a última geração de consoles

Executivo da Microsoft fala sobre os planos da empresa com o Project Scorpio e diz com todas as letras que essa deverá ser a última geração de consoles como conhecemos.

3 anos e meio atrás

xbox-one

Profetizar o fim dos consoles é algo que temos visto há muito tempo, mas quando alguém com um algo cargo numa empresa como a Microsoft faz esse tipo de previsão, acho que chegou a hora de realmente começarmos a pensar nessa possibilidade.

O autor de tal declaração polêmica foi Aaron Greenberg, responsável pelo marketing da divisão Xbox, que ao ser questionado sobre o pouco tempo entre o lançamento do Xbox One e do Project Scorpio, e a atual geração poder ser a derradeira, disse:

Acho que sim… Para nós, pensamos que o futuro será sem gerações de consoles; achamos que a habilidade para construir uma biblioteca, uma comunidade, de sermos capazes de melhorar o hardware — estamos fazendo uma bela de uma grande aposta com o Project Scorpio. Estamos basicamente dizendo, ‘essa não é uma nova geração; tudo o que você possui continuará e funcionará.’ Pensamos nisso como uma família de dispositivos.

 

Mas veremos. Nós iremos aprender com isso, veremos como ele se comportará. Por enquanto digo que, baseado nas reação [das pessoas], parece haver bastante demanda e interesse em torno do Project Scorpio e acho que ele será um grande sucesso. Se os jogos e o conteúdo forem entregues, o que acho que acontecerá, acho que ele mudará a maneira como pensamos sobre o futuro dos consoles.

Para Greenberg, algo que deverá contribuir para o fim desse conceito de gerações será a possibilidade de aproveitarmos nos próximos aparelhos os jogos e acessórios que temos atualmente. Ele inclusive chegou a dizer na entrevista que essa retrocompatibilidade é um compromisso por parte da Microsoft, então recomendo que você guarde essas palavras para possíveis reclamações futuras.

Enfim, por tudo o que a Microsoft tem dito ultimamente, o plano da empresa parece ser fazer com os consoles algo parecido com o que temos nos PC, onde mesmo um sistema mais novo é capaz de rodar jogos e periféricos lançados há décadas (embora muitas vezes com a necessidade de algumas gambiarras).

No papel acho a ideia muito boa, pois quem quiser ter uma qualidade maior poderá investir num aparelho mais novo, como o Xbox One S ou o Project Scorpio, já para os que não fazem questão de tanto poderio, o “antigo” Xbox One já estaria de bom tamanho.

Agora, se a chegada do novo videogame significar uma segregação entre os jogadores, com títulos sendo lançados para esse, mas não para aquele, aí todos nós estaremos em apuro e a Microsoft será justamente atacada por grande parte dos consumidores.

Fonte: GamesIndustry.

relacionados


Comentários