Home » Games » Mobile » EA espera surfar na onda do Pokémon GO

EA espera surfar na onda do Pokémon GO

CEO da Electronic Arts diz que empresa está de olho no Pokémon GO e que sucesso do jogo deverá facilitar a chegada de projetos da empresa que usam realidade aumentada.

3 anos atrás

pokemon-go

Se existe uma certeza na indústria de games, é que basta um título fazer algum sucesso para que inúmeros jogos tentem seguir seus passos e com o Pokémon GO não deverá ser diferente. Depois de mobilizar milhões de jogadores em todo o mundo e de finalmente chegar ao Brasil, a criação da Niantic Labs ainda deverá conquistar muitas pessoas e quem está de olho nesse fenômeno é a EA.

Ao divulgar o resultado financeiro da editora nos últimos meses, o CEO Andrew Wilson falou sobre como a sua companhia pretende aproveitar essa febre para explorar o mercado de realidade aumentada.

Acho que o que aquela equipe fez foi muito, muito forte. É uma grande mistura de uma propriedade intelectual que conhecemos e amamos pelos últimos 20 anos e uma nova tecnologia que a introduziu a um novo público através dos dispositivo móveis.

 

Como vocês podem imaginar, fomos estimulados pelo sucesso do Pokémon GO. Temos marcas tremendamente fortes que são inacreditavelmente sociais em sua natureza, onde acreditamos que a participação da comunidade em realidade aumentada aumentará essa experiência. Temos trabalhado em algumas coisas por um bom tempo e continuaremos nelas, e estaremos prontos para lançá-las no momento em que acharmos que poderemos engajar a comunidade através da realidade aumentada.

Ao pensar nas franquias que a Electronic Arts possui, a primeira coisa que me vem à cabeça é num Star Wars sendo utilizado como um jogo de realidade aumentada, mas também acho que um Plants vs. Zombies funcionaria dessa maneira e não podemos esquecer o The Sims.

Será interessante ver como a criatividade do pessoal da EA conseguirá explorar a realidade aumentada, mas o que realmente considero importante nesse caso é o caminho que o Pokémon GO parece estar abrindo. Mesmo não se tratando do primeiro jogo a usar esse tipo de tecnologia, o seu sucesso evidentemente está chamando a atenção de outras produtoras e por isso é muito provável que logo vejamos nas ruas uma multidão usando seus celulares não só para caçar monstrinhos virtuais, mas para se divertir com muitas outras franquias conhecidas (e até outras que ainda ainda nem nasceram).

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários