Home » Hardware e periféricos » Nova lei da Califórnia vai regular as armas impressas em 3D

Nova lei da Califórnia vai regular as armas impressas em 3D

Governo adora uma regulação: nova lei da Califórnia passa a exigir que todas as armas impressas em 3D tenham registro como as comuns.

3 anos atrás

3d-ar-15

De 2013 para cá muito se falou sobre a armas produzidas em impressoras 3D: que representariam o fim da civilização, que todo mundo faria um revólver em casa, etc. Primeiro, nem todo mundo terá por muito tempo os instrumentos e insumos necessários que são muito caros. E segundo, não dá para concorrer coma produção de fundo de quintal.

Só que uma coisa é entender que essas armas de plástico não representam uma ameaça igual às artesanais, e outra é deixar tudo ao Deus dará. Logo o estado da Califórnia saiu na frente e irá dificultar o acesso a tais itens impondo uma série de regras de produção e distribuição. Resumindo, vai regular o mercado de armas 3D.

O Projeto de Lei apresentado pelo senador Kevin de León e recentemente aprovado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos estipula que os clientes interessados em adquirir uma arma impressa deverão passar pelos mesmos procedimentos necessários para adquirir uma arma de fogo de verdade, como ter seus antecedentes criminais checados e serão inclusive obrigados a registrar as pistolas plásticas. A lei também se aplica a casos de compra de peças sobressalentes.

Nada demais, até para garantir uma taxação em cima dos donos dessas armas duvidosas que mal aguentam uma série de tiros consecutivos. Pelos menos esse era o pensamento até recentemente:


Freedom Printing 3D — PM522 Washbear

Sim, é uma .22 com seis balas. De plástico.

As demais regras miram nos fabricantes das armas impressas. Em primeiro lugar, cada uma delas deverá contar com um número de série que será fornecido ao DOJ junto à identificação do dono. Dessa forma o comércio de partes de armas está impedido, visto que o usuário poderá até adquirir um kit desde que este seja identificável. Logo nada de peças que comprometam o rastreio dessas armas.

Segundo, as armas 3D agora serão obrigadas a conter partes metálicas para fins de identificação em raios-x e detectores. Até o momento essas pistolas e handguns fazem uso de clipes, pregos e molas mas eles seriam descartáveis, o dono tira, joga fora e pode em tese levar sua arma para qualquer lugar sem ser incomodado. Com a nova lei essa brecha foi fechada.

Quem descumprir a lei pode pegar um ano de cadeia por porte ilegal e ganhar uma multa de até US$ 1.000,00. Não é pouca coisa.

Claro que não dá para comparar uma Liberator e seus filhotes com um escopeta de ferro feita em casa, mas a regulação era necessária até para por ordem na casa. Mesmo que não sejam totalmente letais, essas armas podem causar ferimentos sérios (desde que a distância entre o portador e o alvo seja ridícula) e não é bom deixar os fabricantes ganharem dinheiro de qualquer jeito.

armas-caseiras

De qualquer forma, estas aqui continuarão a dar mais trabalho que as impressas.

Fonte: Digital Trends.

relacionados


Comentários