Hands-on — Moto Z

DSC04172

Hoje em um evento em São Paulo a Lenovo mostrou aos jornalistas o Moto Z, sua aposta no conceito de telefones modulares.

Se trata do mesmo telefone anunciado no mês passado, com Snapdragon 820, 4 GB de RAM e tela Quad HD de 5,5 polegadas. Enquanto no exterior existirá a opção entre 32 e 64 GB, apenas a versão com armazenamento maior será vendida por aqui.

O Moto Z tem apenas 5,2 mm de espessura, mas isso é até compreensível considerando que a intenção é que o aparelho continue com um tamanho razoável mesmo com um módulo conectado — até mesmo o calombo da câmera acaba tendo alguma funcionalidade, já que ajuda a posicionar os Moto Snaps na posição correta. E mesmo com as capas mais finas, o enorme calombo da câmera acaba sumindo.

A Lenovo não confirmou o clock do processador, mas tudo indica que o Snapdragon 820 será de 1,8 GHz — aparentemente apenas a versão americana terá 2,2 GHz; com o “resto do mundo” recebendo um clock menor.

DSC04167

A câmera traseira de 13 megapixels tem abertura ƒ/1,8; estabilização óptica de imagem e auto-foco laser, enquanto a câmera frontal tem 5 megapixels com abertura ƒ/2,2.

O grande diferencial do Moto Z são os Moto Snaps (no exterior chamado de Moto Mods), módulos que se conectam ao aparelho por meio de quatro imãs e um conector na traseira. Três módulos foram demonstrados no evento: um de alto-faltantes feito em parceria com a JBL, um de bateria e outro de projetor.

Style Shells, um Moto Snap que é apenas decorativo

Style Shells, um Moto Snap que é apenas decorativo

Existem alguns Moto Snaps “burros”, apenas para complementar o design do aparelho, como as Moto Style Shells. É uma forma prática de mudar o estilo do telefone sem ficar preso naquela opção — eu por exemplo acho o Moto X Bambu bonito, mas não o bastante pra comprar um aparelho que sempre terá esse visual.

Também estará disponível no país o kit de desenvolvimento dos Moto Snaps, que conta com um Snap “vazio” onde se encaixam outros módulos, entre eles adaptadores dos HATs do Raspberry Pi e quatro módulos prontos de exemplo: bateria, sensor de temperatura, audio e display.

DSC04146

A Lenovo ainda não anunciou preços e apenas adiantou que o Moto Z será vendido no Brasil a partir de setembro, junto com os Moto Snaps demonstrados (JBL SoundBoost, Moto Insta-ShareProjector, Incipio Power Pack e Moto Style Shells).

Relacionados: , , , , ,