Home » Mobile » Jogos » Antes de Pokémon GO chegar ao Canadá, jogadoras encontram mais um corpo

Antes de Pokémon GO chegar ao Canadá, jogadoras encontram mais um corpo

Pokémon GO — alguns jogadores estão encontrando mais corpos em vez de pokémons, outros estão passando dos limites nessa febre… E já temos protótipo de uma possível versão para HoloLens.

3 anos atrás

Laguna_Pokemon_GO_Stand_By_Me_The_Body

Hoje (17/07) o Pokémon GO chegou ao Canadá, para a alegria do Kid. Só que além das restrições geográficas, o maior game mobile de todos os tempos tem encontrado algumas pedras em seu caminho. Algumas nos servidores sobrecarregados da Niantic Labs, outras bem reais. Entre os mais de 47 milhões de usuários de Pokémon GO tentando se conectar aos servidores dessa realidade aumentada, não seria difícil se esbarrar com alguns casos inusitados.

Se no outro final de semana, jogadores de Pokémon GO encontraram um corpo boiando sob uma ponte e, no meio da semana, outro grupo encontrou outro corpo boiando num córrego em Nashua / New Hampshire, agora foi a vez de um time feminino em San Diego encontrar um terceiro.

Enquanto o trio estava passeando no Marian Bear Memorial Park em busca de pokémons, uma delas encontrou um corpo já em estágio avançado de decomposição. Elas chamaram a polícia e os policiais constataram que o corpo seria de algum sem-teto que teria falecido de causas naturais.

As treinadoras pokémon podiam ter esbarrado em coisa pior: no condado de Hancock / Indiana, um ex-condenado por crimes sexuais foi preso por desobedecer a condicional, ao jogar Pokémon GO e interagir com crianças no meio de uma praça. Todo mundo tem direito a uma segunda chance, mas o indivíduo deveria ter tido o cuidado de não jogar um game desses perto de crianças. Se ferrou bonito.

Laguna_Pokemon_GO_Officer Jenny_warning

A policial Jenny de Lake City dá belas dicas ao jogadores sem-noção (crédito: Supperdude9)

Ao menos o sujeito está inteiro: dois jovens caíram de um penhasco no litoral de Encinitas / Califórnia enquanto capturavam pokémons aquáticos. Apesar da queda de mais de 15 m, ambos não sofreram graves ferimentos. Só um com fratura no pé, e outro com uma na perna.

Quem quase poderia ter sofrido ferimentos fatais foi uma dupla de garotos de 15 anos que resolveram capturar pokémons raros num subúrbio na Flórida. Os dois moleques estavam passeando de carro às 01:30 e um idoso atirou na direção deles, achando que era uma dupla de ladrões. Ninguém se feriu, felizmente.

Parece que adolescentes não têm medo do perigo: ignorando os seguranças, a usina nuclear em North Perry / Ohio foi invadida por outros três moleques em busca de pokémons raros. Outra garota foi atropelada ao voltar para casa depois de capturar pokémons em Tarentum / Pennsylvania.

Se Pokémon GO no smartphone já causa tanta distração e acidentes, imagina quando sua realidade aumentada chegar ao HoloLens… Um grupo de desenvolvedores desenvolveu um protótipo do game para o dispositivo premium da Microsoft.

Confira a demonstração:


David Robustelli — MixedRealityCapturingPokemons

O tio Laguna torce para que isso não seja o mais próximo de uma versão Windows Phone de Pokémon GO.


Leia também:

relacionados


Comentários