Home » Games » Nintendo » Nintendo é quem menos está lucrando com o Pokémon GO

Nintendo é quem menos está lucrando com o Pokémon GO

Analistas estimam que a Nintendo fica com apenas 10% das vendas geradas pelo Pokémon GO e embora a parcela seja tão pequena, empresa não deve estar lamentando isso.

3 anos atrás

pokemon-go

A menos que você estivesse hibernando numa caverna nos últimos dias, deve saber que o mais novo fenômeno dos games atende pelo nome Pokémon GO, aquele jogo que tem feito as pessoas se envolverem em situações perigosas, invadirem locais inapropriados e até levantado questões sobre privacidade.

Tanta mídia em torno do game tem feito com que as pessoas achem que a Nintendo tirou a sorte grande com o lançamento — que vale dizer, só agora está acontecendo na Europa — e embora isso não deixe de ser verdade, ao olharmos para o lucro que ele tem gerado, a coisa não parece tão boa quanto muitos podem imaginar. Quer dizer, pelo menos não para a empresa japonesa.

O problema é que apesar das estimativas apontarem que o Pokémon GO está rendendo algo entre 1 e 2,3 milhões de dólares todos os dias, a BigN ficaria com apenas 10% desse valor, com o restante sendo dividido com a Apple/Google, que ficariam com 30%; a Niantic Labs, também com 30% e por fim a The Pokémon Company, com outros 30%.

Contudo, mesmo com a fatia que pertence à Nintendo sendo tão pequena, a empresa não deve estar lamentando, afinal o sucesso do jogo tem sido tão grande que os cofres da empresa já teriam engordado pelo menos US$ 14 milhões, com as ações da empresa tendo valorizado mais de 50% e os analistas especulando que dentro de um ano o título poderá valer algo em torno de US$ 1 bilhão.

Além disso, temos que levar em consideração que o Pokémon GO está conseguindo aquilo que a Nintendo mirava desde o início, que era usar os dispositivos mobile para fortalecer suas marcas, o que provavelmente já deve estar sendo visto no aumento das vendas de jogos dos monstrinhos e até mesmo num maior interesse por parte de Hollywood.

Como todos os envolvidos no negócio devem estar comemorando o sucesso do título, a minha dúvida no momento é sobre a força que ele terá para se manter atraente. Tudo bem, estamos falando do jogo que mais rápido chegou ao topo das listas da App Store e da Goole Play, mas será que as pessoas continuarão interessadas nele por muito tempo? Eu já vi alguns jogadores reclamando que a mecânica do Pokémon GO se torna repetitiva muito rápido, então acho que a Niantic Labs terá que se esforçar um pouco para fazer com que o fãs continuem voltando à caça de pokémon no mundo real.

PS: o rumor que tem corrido pela internet é de que o Pokémon GO será lançado na Ásia na semana que vem e quando isso acontecer, aí sim existe uma enorme chance de que a coisa fuja completamente do controle.

Fonte: Business Inside.

Leia também:

relacionados


Comentários