Home » Especial » Samsung anuncia Samsung Pay no Brasil

Samsung anuncia Samsung Pay no Brasil

A Samsung anunciou o lançamento oficial do seu serviço de pagamentos para o próximo dia 19 de julho.

3 anos atrás

IMG_20160714_190242

A Samsung anunciou em um evento em São Paulo nesta quinta-feira (14) a chegada do Samsung Pay ao Brasil.

O sistema de pagamentos estará disponível a partir do dia 19 de julho para os donos de Galaxy S7, Galaxy S7 Edge, Galaxy S6 Edge+, Galaxy Note 5, Galaxy A5 (2016) e Galaxy A7 (2016) além dos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge. Apesar de ter anunciado que o Galaxy S6 e S6 Edge não receberiam o serviço por aqui, a Samsung mudou de idéia para o lançamento e eles suportarão o Samsung Pay mas apenas no modo NFC.

IMG_1873

A grande vantagem do Samsung Pay em relação aos serviços concorrentes é que ele complementa o NFC com um modo de transmissão por campo magnético chamado pela fabricante de MST (Magnetic Secure Transmission): se não for possível efetuar o pagamento por NFC, o celular emula um cartão tradicional com tarja magnética para aumentar a compatibilidade.

Isso é especialmente útil em mercados onde o NFC é pouco difundido, como os Estados Unidos. Aqui no Brasil, apesar de o Samsung Pay ser o primeiro grande player de pagamentos móveis, o Banco do Brasil estima que cerca de 85% dos terminais do país já aceitam pagamentos por NFC.

Como a Samsung sempre enfatiza que o serviço funcionará em qualquer lugar por usar MST, isso pode causar alguma confusão com o Galaxy S6/S6 Edge, cujo modelo nacional não conta com a tecnologia.

IMG_1879

Os bancos suportados no lançamento do Samsung Pay serão os mesmo da fase beta que começou no final de junho: Banco do Brasil, Brasil Pré-Pagos, Caixa, Porto Seguro e Santander.

Segundo a Samsung, os bancos restantes — Banrisul, Bradesco, Itaú e Nubank — deverão chegar ao Samsung Pay entre 30 e 60 dias depois do lançamento do serviço.

Para garantir a segurança, só é possível efetuar pagamentos usando a impressão digital ou uma senha de 4 dígitos cadastrada no aparelho. Além disso, o número dos cartões não fica armazenado no celular, mas sim um token que é gerado quando cada cartão é adicionado ao telefone.

Em cada compra, um outro token único é gerado e enviado para a máquina de cartões. Assim, mesmo que alguém consiga interceptar o número enviado pelo telefone, ele será válido apenas para uma transação.

relacionados


Comentários