Home » Fotografia » Prisma: app que transforma fotos em desenhos terá uma versão para vídeos em breve!

Prisma: app que transforma fotos em desenhos terá uma versão para vídeos em breve!

O app para iPhone Prisma tem causado sensação no Instagram, e não é por acaso, pois ele usa redes neurais para transformar fotos comuns em gravuras e desenhos, com filtros inspirados em grandes artistas. O resultado é surpreendente e, em breve, ele também vai funcionar com vídeos!

3 anos e meio atrás

prisma_veneza

Além do Pokémon GO, outro app que tem causado sensação nos últimos dias é o Prisma, que tem uma premissa bem simples e também muito legal: transformar suas fotos em algo artístico. Os resultados dependem muito da foto escolhida e do efeito aplicado, mas podem variar de coisas grotescas até pequenas obras de arte (guardadas as devidas proporções) que são perfeitas para postar no Instagram ou Facebook direto com os botões no app, ou salvar na galeria para postar no Twitter ou em outro lugar. É claro que quando falo em obra de arte estou exagerando de propósito, e acredito que nenhum ilustrador profissional precise ficar muito preocupado com o seu emprego.

prisma_new-york

O app está disponível desde junho, mas eu só ouvi falar na semana passada. Depois de um sucesso restrito à Rússia, ele tomou o Instagram de assalto e, pelo menos na minha timeline, sempre aparece um post rabiscado. Já mostramos coisas bem interessantes aqui no MB feitas com algoritmos e redes neurais em imagens, como a câmera que reconhece e escreve em texto tudo o que a pessoa vê na rua ou o projeto que colore automaticamente imagens em preto e branco, mas o Prisma também merece destaque, pois seus desenhos realmente são impressionantes.

Alguns dos 34 filtros do Prisma são inspirados no estilo de grandes artistas como Picasso, Lichtenstein, Kandinsky, entre outros. O filtro The Scream tem o clima angustiante do quadro de Edvard Munch. O filtro Wave transforma sua singela foto em uma tentativa de A Grande Onda de Kanagawa do mestre japonês Hokusai, e é um dos meus favoritos. O filtro Udnie homenageia o pintor Francis Picabia. Outros prestam homenagem a filmes do mestre Hayao Miazaki (Monomake, outro favorito pessoal), enquanto outros simplesmente contam a sua inspiração no nome, como Colored Sky, Flame Flower ou Electric. Ah, e o filtro #FollowMeTo foi criado em parceria com os também russos Nataly e Murad Osmann, criadores do projeto Follow Me To.

O segredo do sucesso, além da criatividade dos filtros, é a interface, bem simples e intuitiva, sem firulas desnecessárias. Você escolhe o filtro e aplica, espera alguns segundos e pronto, vê o resultado. Não é em tempo real, mas chega perto. A intensidade do efeito pode ser ajustada mexendo o dedo lateralmente na tela.

Falei um bocado de filtros, agora queria dizer que o Prisma não é exatamente um app de filtros, e é justamente esta a diferença para tantos outros apps. No Prisma, cada foto é analisada antes da aplicação de cada estilo usando redes neurais, e o resultado final é uma mistura entre a imagem original e o estilo do “filtro” escolhido. Todo o processamento acontece nos servidores do Prisma Labs, em uma velocidade bem rápida no iPhone, e aceitável no iPad (testei no iPad Air 2). A segurança das suas fotos não fica comprometida pois, apesar de o app guardar a imagem por um tempo caso aconteça algum problema na sua conexão, eles não conseguem abrir as fotos.

prisma_nana

O resultado é excelente (na maioria dos casos), desde que a foto original seja boa e tenha muitos detalhes, além de um bom contraste, ou seja: se o fotógrafo ajudar e souber escolher o efeito ideal para cada imagem.

Não contente em transformar imagens, a Prisma Labs também avisou pelo seu perfil no Instagram que pretende lançar em breve o recurso de aplicação em pequenos vídeos como os do app Boomerang, como você pode conferir no post abaixo. Muitos irão usar o filtro Heisenberg para criar sua própria versão para aquele velho clipe animado do A-ha.

Something really cool is coming... #prisma #prismaart

Um vídeo publicado por Prisma Official (@prisma) em

Minha querida Cora Ronai tem feito fotos incríveis e bem artísticas da sua “Família Gato”, mas mesmo as minhas humildes tentativas já me deixaram satisfeito, tanto que o meu perfil no Instagram está repleto de imagens feitas com o Prisma, e até o Instagram do Meio Bit entrou na brincadeira.

prisma_tattoo

Uma opção divertida é aplicar filtros em cima de filtros (imagem acima) o que gera efeitos bem curiosos, e também fazer mosaicos no app Layout misturando os diferentes estilos (abaixo).

prisma_366_musicas

O TechCrunch conversou com o criador do app, Alexey Moiseenkov, que contou que apesar de o app ser totalmente gratuito, no futuro o Prisma pode ganhar alguns filtros patrocinados, isso se ele encontrar tempo para atender aos pedidos de grandes empresas, que não param de chegar.

Tanto sucesso gerou alguns problemas nos servidores na semana passada, mas já está tudo resolvido. Eu não cheguei a encontrar os servidores lotados, mas de qualquer maneira perguntei a Alexey no Twitter se os servidores estão aguentando, e a resposta dele é que agora eles estão ok, com vários livres!

Reza a lenda que a tão esperada versão para Android vai chegar no fim do mês, mas se você tiver um iPhone ou iPad (basta selecionar a opção de aplicativos para iPhone) você pode baixá-lo na App Store agora mesmo.

Não tem como usar o Prisma e não lembrar do velho Fractal Design Painter. Como seria legal ter aquelas ferramentas/filtros disponíveis em um app! Assim como o sucesso do Pokémon GO pode levar a Nintendo a lançar outros games para iOS e Android, quem sabe a Corel (que comprou o Painter) não faça isto um dia?

relacionados


Comentários