Home » Engenharia » Tesla fica em último lugar e isso é estranhamente ótimo

Tesla fica em último lugar e isso é estranhamente ótimo

Quem diria, a Tesla ficou por último em um ranking de empresas com os melhores vendedores de carros. A questão é que o que a indústria chama de “melhor” não é tão bom assim…

3 anos e meio atrás

5864d-true3

O vendedor de carros é uma figura pitoresca em desenhos animados e filmes, mas esse estereótipo é apenas reflexo da triste realidade: ninguém mais quer tanto seu dinheiro a qualquer custo quanto o sujeito que vai fazer de tudo pra você comprar o kit opcional de abas de para-choque, alavanca de mudança com siri e plaquinha papai, não corra no painel.

Se for carro usado então, ferrou. O cara vai mandar colar lata de Coca-Cola amassada debaixo do Plastik pra passar no teste do imã, vai desconectar um cilindro com pistão rachado pro motor não fundir, as histórias são imensas e aterradoras, como o sujeito que saiu da concessionária com o carro zero e sofreu pane seca antes de chegar no posto no outro quarteirão.

Esse comportamento predatório dos vendedores é estimulado pela indústria, e o pior: o consumidor também acha normal, quem vai comprar carro sempre leva aquele amigo que entende de mecânica, sabemos que vão tentar nos enganar.

Por isso o resultado de uma pesquisa da Pied Piper (não aquela) com revendedoras nos EUA. Foram em concessionárias das principais marcas para determinar se os vendedores eram insistentes, ofereciam opcionais, quantas vezes questionavam se o consumidor não iria comprar o carro.

2016 Auto PSI Rankings (2)

Segundo o relatório os vendedores da Tesla não ofereciam para aceitar o carro usado do cliente como parte do pagamento (aceitam mas via serviço de terceiros), não insistiam na venda, não mencionavam as várias modalidades de financiamento. Se o sujeito dizia que não podia comprar, não questionavam o motivo.

Os vendedores da Tesla também não enchiam o cliente de folders e panfletos, não perguntavam como o veículo seria usado. Segundo Richard Hendricks Fran O’Hagan, CEO da Pied Piper os vendedores da Tesla agiam como curadores de um museu.

vendedor

Eles eram bem-informados, conheciam bem o produto e demonstravam com agilidade os recursos e características do carro, mas não corriam atrás da venda a qualquer custo, nem atolavam o cliente de informação.

Isso garantiu a pior nota na pesquisa, disparado. Um fracasso aos olhos da indústria.

Pena que não falaram isso pra Tesla, que tem mais de 400 mil Teslas 3 reservados, com prazo de entrega pra 2018, e dos modelos em fabricação o tempo de espera mais curto chegou a 20 dias, em média é de 3 meses e já foi de 6.

As revendas não estão percebendo uma mudança de paradigma como aconteceu com gravadoras e jornalismo impresso. O consumidor da Tesla é muito mais bem-informado: ele sabe o que quer, conhece o produto. Não precisa ser coagido, enganado ou carregado no colo.

O vendedor da Tesla por sua vez não ganha comissão, tem um salário fixo e é funcionário da Tesla, as lojas também são próprias.

Nós já vimos esse filme. É a diferença entre a loja da Apple e aquela loja de operadora onde o vendedor comissionado tem que se livrar do Android lambreta que encalhou e o gerente está pressionando pra tirar do estoque. Em um mundo onde as pessoas votam com seus bolsos, as concessionárias e revendas estão assinando a própria sentença de morte, mas quer saber? Já vão tarde.

Fonte: Electrek.

relacionados


Comentários