Home » Mobile » Conectividade: mesmo nos EUA é carro que não sai barato.

Conectividade: mesmo nos EUA é carro que não sai barato.

Conectividade e mobilidade. Todo mundo adora. As pessoas adoram usar, as empresas adoram vender. Uma pena que na hora de cobrar as operadoras trabalham com preços e tráfego que fariam sentido no tempo da internet discada.

4 anos atrás

article-2232781-16060064000005DC-60_634x607

Nossos celulares estão começando a ganhar conectividade constante, poderia ser melhor mas os planos são facada. Enquanto isso, na civilização, já chegaram no ponto em que conectividade constante de dispositivos móveis é uma realidade, mesmo quando estão seguindo o lema do Capitão Nemo, Mobilis in mobili

Essa conectividade é via 3G ou 4G, e a novidade é que a Chevrolet baixou em 50% os custos. Sim, hoje temos montadoras entrando no business de provedores de internet. Mesmo assim a facada ainda é severa.

O serviço, disponível em toda a linha da empresa provê Wi-Fi veicular, usando conectividade 4G LTE:


Connecting 7 smart devices to the 2016 Chevy Cruze wasn't a Wi-Fi nightmare

Em teoria ele suporta 7 dispositivos, é bem rápido e é de graça nos carros novos.

Por 24 meses OU 24 GB, aí você tem que escolher um plano. E aí o bicho pega. Lembre-se, os valores já são com a redução de 50%:

No pacote da OnStar a Chevrolet vai te cobrar, para ter Wi-Fi no carro:

1 GB/mês de transferência: US$ 10,00. 4 GB custam US$ 20,00 e 10 GB saem a US$ 40,00.

Se quiser o pacote individual, te vendem 250 MB por US$ 5,00.

Tem um plano anual com desconto de 12 meses ou 20 GB, por US$ 150,00.

É uma mistura de ganância com falta de compressão da realidade atual. Tem cheiro de uma sala cheia de executivos de mais de 40 anos, engravatados e consultando aquelas tabelas sebentas que dizem 1 MB dá pra enviar 1.500 e-mails ou 200 fotos ou 100 músicas, que toda operadora usa desde o tempo do GPRS.

13-02-boris-casoy-the-history-channel

Isso é uma vergonha!

10 Obamas por… 1 GB? Duas crianças no banco de trás assistindo a Galinha Preta Pintadinha numa viagem Abolição-Iguaba já come bem mais que isso. Vivemos a era do streaming, seja pra música, vídeo ou dados. Mapas estáticos? Melhor usar o Guia Rex. Mapas modernos mostram rotas alternativas com base em informações em tempo real do trânsito, e adivinhe: isso come banda.

Lá como cá as empresas se vendem como baluartes do futuro com lindos vídeos institucionais futuristas de gente conectada, mas na hora de precificar tornam inviável o próprio futuro que prometem quando vendem seus serviços.

Fonte: Mashable.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários