Home » Microsoft » Microsoft demonstra o óbvio: o Chrome é um comedor de bateria

Microsoft demonstra o óbvio: o Chrome é um comedor de bateria

Que o Chrome é um comedor de bateria todo mundo sabe, mas poucas vezes isso é tão dramaticamente demonstrado quanto neste vídeo da Microsoft…

3 anos atrás

chrome-man

Eu gosto do Chrome, confesso. Também admito que é por hábito, mas sei que da mesma forma que mulheres rápidas e cavalos lentos, é um hábito ruim. Hoje meu sistema com 8 GB de RAM está sobrecarregado, mesmo na versão 64 bits o Chrome é um comedor de memória desvairado.

Essa ineficiência (leia-se código porco) também é de processamento. Ele sofre em páginas que não são do Google, uma galeria de imagens com mais de 100 simultâneas é um pesadelo.

O resultado é que ele usa mais CPU por mais tempo, e quem está mobile se ferra. Isso ficou bem demonstrado em um teste que a Microsoft fez, rodando 4 Surface Pros com Edge, Firefox, Chrome e Opera:


Microsoft Edge Experiment: Battery Life

O Edge rodou o vídeo HD por 7 horas e 22 minutos, o Chrome comeu o último elétron com 4 horas e 19 minutos.

Ah mas mimimi Microsoft malvada Bill Gates Borg quer atacar o Google, FUD, blá, blá

Beleza champs mas o Battery Box fez testes ano passado, num MacBook. Em média trocar o Chrome pelo Safari rende 1 h a mais de autonomia de bateria.

chrome1

Em streaming de áudio a diferença é gritante!

chrome2

Em resumo: se está mobile, fuja do Chrome por causa do comsumo de bateria. Se está em desktop, fuja do Chrome por causa do consumo de memória/CPU.

Fonte: The Next Web.

relacionados


Comentários