Home » Engenharia » Elon Musk quer basicamente criar a Planet Express

Elon Musk quer basicamente criar a Planet Express

Elon Musk quer colonizar Marte, mas ele não tem grana pra isso. Esse problema parece ter sido resolvido agora que ele revelou mais detalhes de seu plano: ele quer criar uma linha de transporte para Marte, barata o suficiente para atrair clientes como a NASA.

3 anos e meio atrás

martemusk

Bem antes de Douglas Quaid muita gente já pensou seriamente em arrastar seu traseiro gordo pra Marte, mas sempre caímos no problema essencial: é caro. MUITO caro, e economicamente não faz sentido. Não há petróleo em Marte (provavelmente) e mesmo que houvesse um veio de ouro puro do tamanho do Himalaia, sairia mais caro ir buscar do que explorar minas terrestres.

O racional para explorar Marte é algo que não se encaixa no balancete da maioria das empresas: a preservação da raça humana. Só que alguém tem que pagar a conta e os bolsos do Musk nem de longe são tão fundos. Como bancar uma empresa que é maior que todas as concorrentes mas rende bem menos por investir uma grana considerável em pesquisa?

O que Musk fez foi digno dos grandes empresários: identificou um mercado inexplorado e ofereceu um produto. No caso ele percebeu que há UM filão interessado em Marte: cientistas, um grupo notoriamente pobre, e que precisam desenvolver foguetes e sistemas de pouso e redes de comunicação, sobrando pouca grana pra ciência.

A SpaceX terá uma linha de transporte Terra-Marte-Terra, aproveitando a janela favorável a cada 26 meses.

maxresdefault5-1200x563

A Red Dragon será capaz de pousar em Marte cargas 10× mais pesadas que os sistemas atuais, os lançamentos frequentes utilizarão o Falcon Heavy, produzido em serie e com reaproveitamento dos primeiros estágios.

Eventualmente Musk pretende construir a Mars Colonial Transporter, uma nave que fará a rota Terra-Marte, e provavelmente utilizará uma trajetória de retorno livre, uma órbita que, em condições ideais permite que você decole da Terra, vá até Marte, passe por ele e volte pra Terra com pouco ou nenhum uso de combustível pra manobra de retorno. A MCT poderia deixar uma ou mais Dragons com a carga, ou liberar satélites isolados, que então fariam uma manobra de correção para entrar em órbita, enquanto a nave-mãe voltava para casa.

MarsUniversity

Normalmente em um período de 15 anos há umas 6 oportunidades de órbitas assim.

A quantidade de ciência feita em Marte irá aumentar muito com a queda de preço, enquanto Musk ganha a experiência necessária para qualificar sua nave para vôo tripulado.

O cronograma é insano, digno da Corrida Espacial:

2018 — primeiro lançamento para Marte;

2022 — lançamento da Mars Colonial Transporter;

2024 — lançamento da primeira missão tripulada a Marte.

Descobrir a América foi um feito, mas o que tornou o continente viável foi o fluxo de navios comerciais levando e trazendo colonos e riquezas. A NASA quer chegar em Marte, Musk quer tornar isso rotina.

Fonte: The Next Web.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários