Home » Hardware e periféricos » Moto Z, Moto Z Force e Phab 2 Pro: as novidades da Lenovo

Moto Z, Moto Z Force e Phab 2 Pro: as novidades da Lenovo

Lenovo revela Moto Z, seu novo top de linha com suporte a módulos, o parrudo Moto Z Force e o Phab 2 Pro, o 1º smartphone compatível com Google Tango.

3 anos atrás

moto-z-001

Esta foi uma tarde com diversas novidades vindas da Lenovo. Durante evento realizado no Vale do Silício ela revelou seus novos smartphones tops de linha, o Moto Z e o Moto Z Force e o primeiro dispositivo móvel compatível com o Project Tango do Google, o Phab 2 Pro.

Moto Z, Moto Snaps e Moto Z Force

Comecemos pelo carro-chefe. O Moto Z é não é necessariamente a evolução do Moto X pois ocupa uma categoria nova, sendo incrivelmente elegante (apenas 5,2 mm de espessura) e compacto. Há um motivo para isso, a modularidade do dispositivo tal qual o LG G5 e G5 SE. Porém diferente do concorrente da Pior Coreia o Moto Z faz uso daqueles até então misteriosos pinos na parte traseira, que de fato são conectores. Os módulos são chamados de Moto Mods e conferem características diversas. Eles se acomodam ao smartphone como cases, por isso os aparelhos são finos.

moto-z-002

O Moto Z é equipado com um SoC Snapdragon 820 da Qualcomm, quad-core Kryo 64 bits com clock de 2,2 GHz e GPU Adreno 530, 4 GB de RAM, memória interna de 32 ou 64 GB (expansível até 256 GB via Micro-SD), display AMOLED de 5,5 polegadas com resolução Quad HD (535 ppi), câmera principal de de 13 megapixels com abertura f/1,8; estabilização óptica de imagem e lente com abertura ƒ/1,8; auto-foco laser, Flash Dual-LED e capacidade de filmar em 4K a 30 fps, câmera selfie de 5 MP com abertura ƒ/2,2; redes 4G/LTE, BLuetooth 4.1, A-GPS, GLONASS e NFC, bateria de 2.600 mAh e Android 6.0.1 Marshmallow.

Mas a grande atração são mesmo os Moto Mods, ou Moto Snaps como serão chamados aqui. Há dispositivos para diversas funções, desde um poderoso alto-falante da JBL 3 watts quanto um projetor de 70 polegadas, uma bateria extra de 2.220 mAh, etc. E não para por aí, através da plataforma Moto Mods Developers a Lenovo espera atrair mais parceiros para produzir os acessórios. A Mophie já foi anunciada como uma das empresas que subiu a bordo do barco dos chineses.

Moto Brasil — Apresentando Moto Snaps™ - Tudo pode mudar num Snap

Já o Moto Z Force é praticamente igual ao modelo padrão; por dentro ele é idêntico e as diferenças ficam por conta da espessura maior (7 mm, ainda bem fino), a tela ultra-resistente, a câmera principal que é completamente diferente (21 MP e Flash LED simples) e a bateria, de generosos 3.500 mAh com tecnologia de recarga ultrarrápida (de 0 a 50% em 20 minutos).

Só que há um grande revés, a Lenovo fez a Apple e removeu o conector P2 para fones de ouvido de ambos modelos, obrigando o usuário a apelar para modelos Bluetooth ou que utilizem o conector USB-C. Boa sorte.

A previsão é que os novos dispositivos da linha Moto Z cheguem ao mercado global (Brasil incluso) em setembro. Não há previsão de preços.

lenovo-phab-2-pro

Lenovo Phab 2 Pro

O terceiro smartphone apresentado está mais para uma aposta. O Phab 2 Pro é o primeiro dispositivo móvel comercial completamente compatível com o Google Tango (o Project do nome deu adeus), aquela tecnologia muito legal de mapeamento de ambientes em tempo real que até a NASA adorou. Ele fornece dados para aplicativos de realidade aumentada in loco e de imediato, é como um Kinect no seu bolso.

Para ser capaz dessas firulas o Phab 2 Pro é equipado com quatro câmeras, sendo acomodadas na traseira a principal de 16 MP, uma de movimento e outra de profundidade (a selfie é de 8 MP e abertura ƒ/2,2). O resultado:

Lenovo Phab 2 Pro - World's First Smartphone with Tango

Por baixo do capô o smartphone possui um Snapdragon 652, um octa-core 64 bits com quatro núcleos Cortex-A53 de 1,4 GHz; quatro Cortex-A72 de 1,8 GHz e GPU Adreno 510, 4 GB de RAM, 64 GB de memória interna expansível até 256 GB, display IPS de 6,4″ com resolução Quad HD (459 ppi), redes 4G/LTE, BLuetooth 4.0, A-GPS, GLONASS e NFC, bateria de 4.050 mAh “que dura o dia inteiro” e Android 6.0 Marshmallow. O conector é Micro-USB 2.0 e o jack do fone permanece no lugar.

O lançamento global é em setembro e o preço sugerido é de US$ 499. Caso ele chegue aqui é bom preparar o bolso.

relacionados


Comentários