Analógico × Digital — uma pequena comparação

A maior parte dos leitores do MeioBit não passou por isso, mas quando a fotografia digital surgiu, a polêmica entre os fotógrafos foi grande. Duas coisas influenciaram essa polêmica. A primeira foi o preço exorbitante dos equipamentos. Poucos fotógrafos tinham capacidade de migrar para o novo sistema sem ter que vender a alma para o Diabo. Porém era uma pressão, pois os clientes queriam ter a novidade em seus eventos (mais ou menos como a filmagem em 4K hoje). Muita gente investiu nas prosumers (câmeras compactas com recursos avançados) e a quantidade de profissionais trabalhando com as Sony F707 (e depois a F808) foi gigantesca.

O segundo ponto foi a qualidade baixa dos primeiros equipamentos. Criou-se a verdade absoluta de que o filme fotográfico possui uma qualidade superior ao digital. E esse mantra ainda é repetido por vários profissionais que conheço. Todo mundo já está fotografando com digital, mas todos ficam lembrando os bons tempos do filme. Eu não tenho saudade nenhuma. O digital veio para facilitar muito as coisas, na verdade criamos até uma nova linguagem. Impossível trabalhar da forma como trabalhamos hoje sem acesso a sensibilidades altas e a possibilidade de controlar todo o processo. Mas, o saudosismo sempre fica.

O fotógrafo Peter Walker teve a chance de fazer uma comparação bem bacana. Em 2001 ele esteve na plataforma de observação do Empire State Building em Nova Iorque e teve a oportunidade de fazer a foto abaixo. Ele utilizou uma Hasselblad 205FCC com uma lente de 110 milímetros Planar (equivalente a 70 milímetros no sistema 35 mm) e um positivo Fujichrome 100 6 × 6 cm. Na época esse era um equipamento top de linha. A imagem foi digitalizada em um scanner Imacon Flextight. A imagem ficou com resolução de 6.732 × 6.837 pixels (46 megapixels).

novaiorque_filme

Pois bem, 15 anos depois Walker teve a oportunidade de estar no mesmo local e fazer uma foto com ângulo muito parecido. Só que desta vez ele estava utilizando uma câmera Leica SL com uma lente 24-90mm e resolução máxima de 24 megapixels. A foto foi feita com distância focal de 62 mm o resultado foi um arquivo DNG. A imagem é esta mostrado abaixo.

novaiorque_digital

Cada um dos sistemas está entre os melhores do seu tempo. O fotógrafo aponta que as duas fotos foram feitas quase na mesma hora do dia e na mesma época do ano. Então o padrão de comparação é muito bom, com o bônus de poder ver como a cidade mudou durante esse período. Colocando os detalhes de cada foto lado a lado, notamos que a Leica possui nitidez melhor, um contraste mais bonito, além de cores mais vibrantes. Ou seja, a tecnologia digital ultrapassou o filme e nos entrega um produto mais bacana.

novaiorque_comparação

Eu já não compro um rolo de filme há uns 6 anos. Sinceramente, essa é uma parte da fotografia que fico feliz em não ter que reviver. Aceitem a tecnologia digital, ela é bem melhor.

Fonte: Petapixel.

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples