Novidades Overwatch: o grátis, o pago e o gamer tapado

overwatch

Pois bem pessoal, a espera acabou. Overwatch já está disponível nas melhores lojas do ramo e nas redes da Sony, Microsoft e Blizzard para download. E agora que o game enfim pode ser apreciado por todo mundo alguns pontos que estavam nebuloso até então já podem ser melhor desenhados. Vamos dar uma pincelada no que interessa:

Em primeiro lugar vamos deixar claro que o game ainda não está 100% completo, já que o modo competitivo só deverá ser lançado em junho. Ele irá funcionar com um sistema de ranking, onde irá relacionar jogadores de habilidades no mesmo nível em combates que valerão pontos, visando a progressão dos jogadores e a exaltação dos melhores dos melhores. Conforme você ganha pontos você subirá de categoria, indo do Desafiante, passando pelo Avançado e Especialista e chegando ao Mestre, e cada uma dela possui divisões de 1 a 5.

Conforme os pontos que acumular com vitórias ou perder em derrotas você poderá flutuar entre divisões, mas uma vez que atingir uma categoria não poderá ser rebaixado (você pode ser um Mestre 4 e cair para a 1ª divisão, mas não voltará a ser um Especialista). E por fim há a categoria Heróico, sem divisões e que será a mais difícil de se alcançar, e provavelmente a Blizzard a utilize como requisitos para futuros torneios.

Outra coisa a deixar clara são as microtransações. A Blizzard acertou e tal qual a Valve, que em Team Fortress 2 oferece todas as expansões gratuitamente Overwatch seguirá pelo mesmo caminho. Todos os novos heróis, cenários e modos de jogo que vierem a ser introduzidos no título durante sua vida útil (e conhecendo o estúdio ela será bem longa) serão completamente gratuitos, e a única coisa que o jogador terá a possibilidade de gastar uma grana será com as Caixas de Itens.

As tais caixas são oferecidas ao jogador cada vez que ele sobe de nível e contém coisas como skins, falas especiais, emojis e outros itens puramente cosméticos, que são entregues de forma aleatória. Como não há a possibilidade de ganhar tudo apenas evoluindo a solução para ter todos os itens é abri a carteira, e agora temos os preços oficiais:

  • duas caixas: US$ 1,99 ou R$ 7,99;
  • cinco caixas: US$ 4,99 / R$ 19,99;
  • 11 caixas: US$ 9,99 / R$ 39,99;
  • 24 caixas: US$ 19,99 / R$ 79,99;
  • 50 caixas: US$ 39,99 / R$ 159,99.

No evento de lançamento realizado ontem em São Paulo (aliás, bola fora do departamento de RP ao escalar Danilo Gentili como apresentador, que além de estar totalmente deslocado e não saber do que estava falando não é o mais indicado para falar de um game com apelo forte à inclusão e representatividade, por conta de suas piadas bestas de cunho preconceituoso. Mas divago), entre outras coisas a Blizzard ressaltou a “sorte” dos brasileiros ao poderem jogar a partir de 20 horas de ontem, já que como o estúdio desejava um início sincronizado em todas as regiões os servidores locais foram ligados no Brasil horas antes do lançamento oficial.

E sim, a Blizzard já está trabalhando em novos personagens e eles não devem demorar a aparecer. Fiquem ligados.


E para encerrar temos o momento vergonha alheia tradicional de Conan O’Brien em seu tradicional quadro Clueless Gamer. Desta vez, para promover Overwatch ele chamou ao programa os também ineptos jogadores e astros de Game of Thrones, Lena Headey e Peter Dinklage para uma desastrada e hilária partida.

Vale a conferida até para tirar as más lembranças dos mais recentes episódios da série, que segundo me disseram está pegando pesado além da conta.


Team Coco — Clueless Gamer: “Overwatch” With Peter Dinklage & Lena Headey – CONAN on TBS

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar