Home » Filmes e séries » E não é que a saga de Snowden virou filme? Confira o trailer

E não é que a saga de Snowden virou filme? Confira o trailer

Filme de Oliver Stone que mostra como Edward Snowden deu uma rasteira nos EUA ganha primeiro trailer; ainda não há uma data de estreia para o Brasil.

3 anos atrás

snowden

Edward Snowden já foi chamado de muitas coisas. Traidor da América, ativista, herói, nerd fofoqueiro (trademark do Cardoso), o garoto da informática número um do Kremlin (essa é minha), etc. Mas a verdade é que passados três anos desde a pedalada (hoje em dia é arriscado utilizar esse termo mas vamos em frente), a história do técnico que possuía acesso root aos bancos de dados das maiores agências de segurança dos Estados Unidos (ele não era agente, era um terceirizado) nunca havia sido totalmente desfiada para o grande público.

O que chega aos ouvidos dos leigos é que Snowden foi uma ferramenta importante para desmascarar todo um grande esquema de espionagem que visava coletar e monitorar virtualmente cada cidadão conectado do planeta, através de inúmeros métodos (nós temos um bom apanhado de artigos sobre tudo o que foi divulgado graças aos documentos que ele surrupiou), mas como ele fez isso meio que se perde no ruído.

Até agora, pois teremos um filme e para alívio do Cardoso não será da Kathryn Bigelow, mas de Oliver Stone.

Snowden contará os passos do técnico desde o serviço militar, passando por seu trabalho na CIA até o último cargo que ocupou antes de soltar a bomba na mídia, o de técnico terceirizado da NSA sob contrato da Dell. Foi nessa época em que ele, com acesso privilegiado tomou conhecimento de toda a operação da agência de vigilância e conseguiu acessar milhares de documentos com operações, planos, contratos e acordos (o PRISM, que colocava na roda as maiores empresas de tecnologia do mundo foi o mais notório e o que escandalizou o planeta). Ele basicamente colocou as mãos nas “chaves do reino”, pois até hoje cogita-se que Snowden possa ter comprometido arquivos ultra confidenciais, críticos à segurança nacional.

Snowden ferrou com a CIA, FBI, NSA e colocou na berlinda a Apple, Google, Microsoft, Facebook, Yahoo! America OnLine, as coniventes que entregariam seus dados ao governo de forma voluntária. Todo mundo negou, as companhias tiraram o seu da reta e rapidinho mudaram o discurso, passaram a defender o usuário (na verdade não queriam mais ser cúmplices) e implantaram fortes medidas de criptografia e segurança para proteger os dados dos consumidores, coisa que hoje em dia rende uma briga danada.

snowden-ama-reddit-citizenfour

Basicamente a NSA tinha acesso tão profundo que ela podia “ver seus pensamentos se formando enquanto você digita”. Claro que entre coleta massiva e monitoramento em tempo real há uma grande diferença, não há pessoal, tecnologia e principalmente dinheiro para montar uma operação tão grande assim, mas que a captura dos dados ocorria isso é inegável. A ação de Snowden desbaratou todo o esquema e obrigou as agências a repensarem todos os seus planos.

E ele só precisou de um pendrive para fazer todo esse estrago. Claro que deram uma romanceada no filme, afinal that's entertainment.

Edward Snowden não é um 007 ou um Ethan Hunt, nunca foi. Ele era um cara que tinha acesso livre ao maior banco de dados da maior agência de segurança do planeta e decidiu que o que faziam lá é errado, e resolveu dar com a língua nos dentes. Ele pagou o preço por isso, acabou exilado na Rússia, é considerado traidor e caso seja capturado é quase certo que pegue perpétua, mas seus atos acabaram fazendo da internet um lugar um pouco mais seguro, e conscientizou muita gente sobre o que se pode ou não compartilhar na internet.

Falando do filme em si, Edward Snowden é interpretado por Joseph Gordon-Levitt (Looper, The Dark Knight Rises) e o elenco ainda conta com Shailene Woodley (da franquia Divergente) como sua namorada Lindsay Mills, Zachary Quinto (o atual Spock de Star Trek) como o jornalista e primeiro contato na mídia de Snowden Glenn Greenwald, Tom Wilkinson (Entre Quatro Paredes, Conduta de Risco) como Ewen MacAskill, jornalista do The Guardian e Melissa Leo (Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2010 em O Vencedor) como a cineasta Laura Poitras, ganhadora do Oscar 2015 de Melhor Documentário com Citizenfour, que conta a trajetória de Snowden.

Ah sim, também teremos Nicholas Cage. Nada é perfeito.

https://www.youtube.com/watch?v=0105x3llAcA

Trailers nosferahcorp — Snowden (2016) - Trailer Legendado

O próprio Snowden não falou muito do filme em si (que é baseado em um romance e não no documentário), mas não perdeu a oportunidade de dar mais uma cutucada:

Snowden estreia dia 16 de setembro nos Estados Unidos e por enquanto não há uma data para sua chegada às salas brasileiras.

relacionados


Comentários