Home » Mobile » E essa agora: “Apple pode se tornar uma má influência ao público”

E essa agora: “Apple pode se tornar uma má influência ao público”

FBI, polícia de NY e DOJ temem que vitória da Apple em caso ligado à criptografia desestimule população a ajudar as autoridades no combate ao crime.

3 anos e meio atrás

iphone

A Apple não consegue mesmo se livrar de dores de cabeça referentes à segurança de seus usuários, principalmente quando há o fator crime envolvido. Depois de sair pela tangente no caso do iPhone dos terroristas de San Bernardino, um outro caso envolvendo tráfico de drogas e outro smartphone protegido está tirando o sono de Cupertino. E para variar o FBI, o Departamento de Justiça e a polícia de Nova Iorque partiram para o FUD a fim de ganhar pontos a seu favor na disputa.

O Bureau desbloqueou o iPhone 5c dos terroristas depois que a briga extensa com a Apple não dar em nada, tendo se obrigado a apelar para uma empresa de segurança israelense. Embora tenha conseguido por as mãos nos dados o processo em si, além de trabalhoso foi caro: há informes de que o FBI teve que desembolsar US$ 1 milhão. Assim é muito mais jogo descer o martelo na maçã e tentar obrigá-la a se adequar do que ter de abrir a carteira toda a vez. E uma das maneiras de conseguir isso é apelando feio.

Atualmente corre uma investigação envolvendo tráfico de drogas no Brooklyn, e mais uma vez as autoridades deram de cara com um iPhone criptografado, pertencente a um dos investigados. Como não há como acessar diretamente o aparelho e o suspeito em questão não pode ser obrigado a fazê-lo, as autoridades querem forçar a Apple a colaborar com a justiça, cedendo os meios para quebrar a criptografia. Claro, Cupertino sem novidade se recusa veementemente e reafirma seu compromisso de proteger os dados de seus usuários.

Como morrer em milhões toda vez que um aparelho bloqueado aparece não é a melhor alternativa o FBI, o Departamento de Justiça e a polícia de Nova Iorque apresentaram argumentos à corte jogando toda a responsabilidade nas costas da Apple: segundo os órgãos de segurança uma vitória de Cupertino representaria um risco para as instituições estabelecidas há séculos, afirmando que a empresa estimularia os cidadãos a deixarem de colaborar com a justiça na resolução de crimes. Não obstante reafirmaram a desculpa furada de que os criminosos encontrariam um porto seguro nos produtos da Apple.

A questão é, querem jogar com o FUD dizendo que não só bandidos e pedófilos irão todos migrar para iPhones, como o trabalho da polícia e do FBI será comprometido pois os cidadãos não terão mais tanta vontade de deixar um tapete vermelho estendido a qualquer um com um distintivo na mão. Por mais que estejam certos nesse sentido não é dever da Apple, do Google ou da Microsoft colocar uma porta dos fundos (ou segundo o FBI, uma da frente) em seus sistemas para as autoridades. Eles são os mais interessados, então que quebrem a cabeça e desenvolvam eles mesmos métodos tão cascudos e ferramentas tão poderosas que só poderão ser usadas em último caso.

Isso ou continuem morrendo em alguns milhões com a Cellebrite.

Fonte: ABC News.

relacionados


Comentários