Home » Microsoft » Lumia 950 grátis: este seria o fim do Windows Phone?

Lumia 950 grátis: este seria o fim do Windows Phone?

Microsoft fez promoção onde na compra do Lumia 950 XL você ganhava um Lumia 950 adicional. Assim alguns sortudos se divertem com o Windows 10 Mobile enquanto um Surface Phone não chega…

4 anos atrás

Laguna_Microsoft_priority_list

A linha Lumia não é mais prioridade na Microsoft (crédito: Thurrott)

Satya Nadella não tem medo de adotar remédios amargos e até mesmo controversos para manter a Microsoft nos trilhos: se um produto da empresa não está rendendo, hora de praticar o desapego. O dia 20 de abril de 2016 ficou marcado na história como o último do Xbox 360, console líder da sétima geração (nos Estados Unidos) e o primeiro a deixar de ser fabricado totalmente no mundo (PS3 continua mundialmente por enquanto, o velho Wii ainda é produzido para as Américas).

Enquanto o fim da produção do Xbox 360 serve para, entre outros motivos, promover o Xbox One, a Microsoft distribuiu alguns Lumia 950 sobrando. Isso mesmo, a Microsoft deu este belo smartphone de graça* a alguns privilegiados!

Laguna_Microsoft_Lumia_950_XL

*Para alguns sortudos ganharem um Lumia 950 foi muito simples: bastou comprar um Lumia 950 XL desbloqueado (US$ 649, CA$ 849) na Microsoft Store e o povo recebeu um Lumia 950 adicional (somente havia na cor preta). A promoção foi válida somente nos Estados Unidos e Canadá, durando enquanto havia estoques.

A promoção já acabou, mas é complicado não associá-la a uma queima de estoque regional.

Por mais que a Microsoft negue, coisas como o fechamento de diversas revendas no Brasil, o não-lançamento de tais smartphones Windows 10 Mobile topo de linha no país e a atualização de apenas parte dos aparelhos só colaboram contra a confiança nos “JanelaFones”. Mundialmente falando, fica complicado apoiar um sistema cujos aplicativos oficiais permanecem em beta ou mesmo perdem suporte a acessórios populares. Fora a fragmentação, copiada do Android.

O tio Laguna adoraria ter um Lumia 950, mas prefiro esperar pelo Surface Phone. Isso se ele vier a existir. Gostaria de ter esperança, mas é difícil acreditar que a Microsoft insista muito mais este ano. Talvez em 2017. E olhe lá.

Espero estar enganado, mesmo.

Leia também:

relacionados


Comentários