Home » Games » Indústria » Amazon Prime quer virar o Sam's Club

Amazon Prime quer virar o Sam's Club

Amazon Prime virando clube de compras? Clientes que não assinam o plano não conseguem comprar certos games no Reino Unido; empresa admitiu a prática.

3 anos atrás

amazon-prime

Uma rápida explicação: o Sam's Club é um clube de compras do grupo Walmart, que atua em diversos lugares (Brasil incluso) e funciona da seguinte forma: em prol do consumidor ter acesso a produtos exclusivos e promoções ele precisa ser sócio, o que demanda o pagamento de anuidade (atualmente R$ 70). A Amazon está indo pelo mesmo caminho, ao transformar o Prime num serviço que terá itens só encontrados nele.

O Prime já atua mais ou menos como um clube de fidelidade; além de oferecer mais segurança na compra de mercadorias e envio rápido (até dois dias, ou no mesmo dia em algumas regiões), ele oferece o serviço de streaming de música e vídeo (que em breve contará com o novo programa dos Três Patetas), o Kindle Unlimited, com milhares de livros liberados e descontos em compras. Tudo isso por US$ 99 anuais.

Só que pelo visto Jeff Bezos não está muito contente com o atual número de assinantes e estaria estudando novas formas de atrair mais gente. E uma delas seria limitar a oferta de itens vendidos diretamente pela Amazon a compradores normais.

Consumidores do Reino Unido perceberam que já não conseguem comprar alguns games para PS4 na loja local, tais como Grand Theft Auto V, Rainbow Six: SiegeAssassin's Creed Syndicate, FIFA 16, Far Cry Primal e Battlefield Hardline. Ao tentarem fechar a compra os consumidores britânicos descobrem que só poderão adquirí-los se assinarem o plano Prime. De outra forma nada feito.

Contatada, a Amazon confirmou a prática e deu seus motivos:

"Um dos muitos benefícios do Amazon Prime é o acesso a uma seleção exclusiva de grandes produtos. Consumidores que não são membros do plano Prime podem experimentá-lo por 30 dias de graça ou comprar itens de um vendedor da loja."

Tal declaração deixa claro que a Amazon muito provavelmente vai passar a limitar a oferta dos itens mais procurados, blindando-os com o Prime a fim de obrigar o consumidor a assinar o serviço para enfim adquirir o que deseja. Isso ou comprar nas mãos de outros vendedores cadastrados, por quem a Amazon não responde quanto à procedência ou outras questões. É uma sacanagem da grossa, principalmente se a lojinha de Bezos conseguir preços muito melhores que a concorrência.

De minha parte, como não-consumidor de clubes de compras que cobram taxas para que eu possa gastar meu dinheiro neles, só digo se a Amazon me impedir de comprar algo por não ser cliente Prime, eu compro no concorrente. E muitos farão o mesmo.

Fonte: Videogamer.

Dica: busque Cupom de Desconto Amazon no Ofertas

relacionados


Comentários