Home » Mobile » UE pode multar Google em US$ 7,45 bilhões por violar leis antitruste

UE pode multar Google em US$ 7,45 bilhões por violar leis antitruste

UE entende que Google viola leis antitruste ao pré-instalar seus apps em cada Android vendido; se condenada empresa será obrigada a pagar multa bem salgada

3 anos e meio atrás

google

Parece que o Google não tem mais para onde correr na Europa. Como se não bastasse todo o rolo sobre o Direito ao Esquecimento a Comissão Europeia já teria tudo preparado para multar a companhia por violar as leis antitruste do continente, principalmente no que diz respeito ao Android. E a facada será bem dolorida.

A briga do Google com os reguladores europeus é antiga e envolve o robozinho principalmente por dois motivos: práticas anticompetitivas e dar preferência a suas próprias soluções, especialmente ao embutir seus apps proprietários em cada dispositivo Android vendido. As acusações giram em torno de que para fechar as negociações, Mountain View exige que as fabricantes não pré-instalem apps de concorrentes que cumpram as mesmas funções dos GApps. Ou seja, prato cheio para os reguladores que adoram esse tipo de coisa. Perguntem à Microsoft.

Muito da pressão da UE vêm da atual comissária para Competição Margrethe Vestager, considerada muito mais linha dura que seu antecessor Joaquín Almunia. Este tentou costurar acordos com o Google e impor sanções leves, no que foi duramente criticado por isso. A comissária Gordon não é de conversa e está disposta a descer o martelo na cabeça da gigante das buscas com força em diversas frentes, não só em questões envolvendo o Android como também o motor de busca, já que é desejo da União Europeia partir a companhia em duas e obrigar o Google a compartilhar seu algoritmo com a concorrência.

margrethe-vestager

Margrethe Vestager, comissária para Competição da UE e pedra no sapato do Google

Vestager diz que a Comissão está cuidando minuciosamente dessa situação, e ao que tudo indica o tempo vai fechar: os reguladores entendem que a prática de embutir apps como Chrome, Drive, Gmail e outros e não oferecer opções de pré-carregamento de concorrentes no ato de tirar um smartphone ou tablet Android da caixa configura violação das leis antitruste. Caso seja condenado num posterior julgamento a multa seria fixada em 10% de seu faturamento anual.

Como a empresa lucrou US$ 74,5 bilhões em 2015, ela pode morrer em módicos US$ 7,45 bilhões. E ela seria obrigada a se adequar, muito provavelmente oferecendo a opção de instalação de apps na primeira inicialização. Como ocorre com o Windows até hoje no que diz respeito a navegadores.

Bom, essa novela já se desenrola há meia década e era óbvio que em algum momento alguém daria um basta. Resta saber qual será a reação do Google numa mais do que óbvia condenação, já que europeus em geral odeiam monopólios.

Fonte: Reuters.

relacionados


Comentários