Home » Microsoft » Desktop App Converter transforme programas antigos em apps do Windows 10

Desktop App Converter transforme programas antigos em apps do Windows 10

Microsoft lança preview do Desktop App Converter, ferramenta que converte apps .NET e Win32 em aplicativos prontos para o ecossistema Windows 10.

4 anos atrás

desktop-app-converter

Durante a BUILD 2016 ficou claro que a Microsoft deseja que a Universal Windows Platform seja o guarda-chuva comum de todo o seu ecossistema, seja em desktops, dispositivos móveis, o HoloLens e o Xbox One. A plataforma única de desenvolvimento se porta como uma alternativa simples para permitir a criação ou migração de aplicativos das mais diversas fontes para o formato Modern, a fim de serem distribuídos pela Windows Store para todo e qualquer dispositivo. Um app, várias plataformas.

O problema: os desenvolvedores não acreditam na plataforma, a adesão é mínima e está se tornando cada vez menor. A Microsoft tenta contornar isso oferecendo ferramentas que facilitam a migração de apps já existentes em outros ecossistemas como iOS e aplicativos web (você não Android).

Uma dessas frentes é o Projeto Centennial, destinado a migrar aplicativos Win32 e .NET tradicionais do Windows para desktop, tornando-os apps Modern passíveis de serem utilizados em qualquer dispositivo da UWP. Durante a BUILD 2016 Redmond apresentou enfim que o projeto estava caminhando a passos largos ao introduzir o Desktop App Converter, uma ferramenta de desenvolvimento para agilizar o processo e facilitar o lado dos devs. Ela só não tinha um prazo de lançamento.

universal-windows-platform

Não tinha. Na sexta-feira a Microsoft liberou a primeira versão do Desktop App Converter, que embora não seja mágico (ele não transforma o visual de um programa Win32 em um app Modern com tiles e tudo o mais) já é capaz de converter instaladores .MSI ou .EXE em pacotes AppX compatíveis com qualquer gadget que rode Windows 10, de desktops a smartphones, tablets, Xbox One e HoloLens (para os poucos que puseram a mão em um). Óbvio que o alvo principal é o computador pessoal, mas dependendo das aplicações a Microsoft seria tola em não aproveitar outras instâncias.

A Microsoft numera uma série de vantagens para os desenvolvedores migrarem seus aplicativos, a seguir:

  • facilidade de instalação em sideloading e posterior possibilidade de publicação na Windows Store;
  • possibilidade de utilizar mais APIs da UWP;
  • flexibilidade de adição de recursos da plataforma no aplicativo em um ritmo próprio;
  • aplicativos convertidos podem continuar funcionando como programas Win32/.NET, interagindo com um virtualização do sistema de registro;
  • oferecer o app em pré-instalações da plataforma Windows, bem como torná-lo compatível com atualizações automáticas de sistema.

A Microsoft está dando os meio, resta convencer os devs de que investir em apps universais do Windows 10 é vantajoso a essa altura do campeonato. A documentação completa está aqui e o preview do Desktop App Converter pode ser baixado através do link abaixo.

Ao menos mais chances de sucesso que o Projeto Astoria ele tem…

Fonte: Microsoft.

relacionados


Comentários