Home » Mundo Estranho » IBM recebeu quase US$ 2 milhões dos EUA pelo equivalente a 4 linhas de código

IBM recebeu quase US$ 2 milhões dos EUA pelo equivalente a 4 linhas de código

Da série “não é só aqui”: um sujeito descobriu que um app de iPad que essencialmente randomiza se um passageiro vai pra esquerda ou pra direita custou aos cofres públicos dos EUA quase US$ 2 milhões.

4 anos atrás

Super+facepalm_db95e1_3420603

Teoricamente criada para prevenir terrorismo, a TSA é uma agência americana cujos objetivos reais são 2: 1 — fazer com que DETRAN e Cartórios não pareçam tão ruins assim; e 2 — infernizar a vida dos passageiros. Eles contratam gente sem a menor qualificação, pagando salário-mínimo e depois de um treinamento-piada soltam para “proteger” passageiros.

Aí eles implicam com camisas do Optimus Prime e confiscam objetos que podem ser usados como armas por terroristas, como por exemplo… isto:

BUZZ_LIGHTYEAR_s878x416

Eles conseguem piorar. A Medalha de Honra do Congresso é a maior condecoração outorgada nos EUA. O presidente dos Estados Unidos é compelido a prestar continência diante de um portador da Medalha. Esta cena de NCIS demonstra bem a importância que a Medalha tem:


billyb750 — NCIS - Medal of Honor (English)

Não para os vermes da TSA. O General Joseph J. Foss, veterano da 2ª Guerra com 26 aviões japoneses abatidos e ganhador da Medalha de Honra por ter repelido uma força de bombardeiros inimigos inteira foi fazer uma viagem de avião, mas os brucutus da TSA não gostaram da medalha em seu pescoço. O General foi forçado a tirar botas e cinto várias vezes, a Medalha passou de mão em mão e foram precisos 45 minutos para liberar o velhinho, que protestou até o fim para evitar que a Medalha fosse confiscada e jogada naquela caixa de “objetos apreendidos”.

Esses manés da TSA desenvolveram uma forma de ganhar dinheiro: criaram um serviço de PreCheck, você paga US$ 85 e tem uma espécie de pré-aprovação, a sua fila anda mais rápido pois passa por uma inspeção menos rigorosa. Para evitar que terroristas usem isso as inspeções variam de forma aleatória. Essa escolha é feita por um app em um tablet que decide randomicamente se o passageiro vai para a fila A ou fila B.

Pois bem: um sujeito chamado Kevin Burke ficou curioso com o tal app e entrou com uma solicitação com base no Freedom Of Information Act, e o departamento de Homeland Security depois de um ano respondeu. O contrato inicial para desenvolvimento do app custou aos cofres públicos US$ 336.413,59. Mas calma que piora.

O app, tirando os frufrus pode ser resumido a:

(em BASIC because fuck you)

10 LET A = INT(RAND*100);

20 IF A/2 = INT (A/2) THEN PRINT "FILA DA ESQUERDA" ELSE PRINT "FILA DA DIREITA";

30 END

Eu falei quatro linhas no título? Me enganei.

Oh, lembra que eu disse que piora? Nisso eu acertei. Tem um adendo no contrato que manda mais US$ 1.444.315,00 para os bolsos da IBM.

Um sujeito levou 10 minutos para fazer um aplicativo equivalente.


Chris Pacia — Creating the $1.4 million TSA app

Lá como cá isso não dará em nada, ainda mais com a desculpa justificativa de que estão prevenindo ataques terroristas.

Fonte: The Next Web.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários