Home » Microsoft » Microsoft quer mais Adas, Margarets e Graces

Microsoft quer mais Adas, Margarets e Graces

Você conhece o eupossoprogramar.com? É uma iniciativa da Microsoft para apresentar para meninas o maravilhoso mundo da informática. Não é justo só homens virando noite batendo cabeça para resolver bugs, xingando compiladores e editando dados na mão por preguiça de escrever procedures. Que venham mais mulheres, sofram conosco, é ótimo! ;)

4 anos atrás

Girls-Programming-Camp

Biologicamente não há nenhum empecilho que empeça (sorry, ficou horrível, eu sei) mulheres fêmeas do sexo feminino de trabalhar com informática. Historicamente temos uma pilha de exemplos de mulheres inventoras, engenheiras, matemáticas e físicas. A maior razão de haver menos mulheres do que homens nessas áreas é que elas aprendem desde cedo que essas áreas não são para mulheres.

Denise Luppa, engenheira de software da Lockheed Martin era escolhida constantemente para refazer suas provas, um de seus professores da faculdade não acreditava que mulheres podiam tirar notas tão boas. Histórias assim há milhares. Denise poderia jamais ter se tornado engenheira, não fosse o exemplo da mãe, também engenheira.

LineInTheSand11

Você pode fazer 72.834.239 textões, passar a vida inteira reclamando da falta de mulheres em STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e isso não vai mudar nada. Todas as campanhas de militantes raivosas se resumem a apontar o dedo mimimi patriarcado malvado e no final vão todas fazer Humanas.

Lise Meitner não descobriu a fissão nuclear fazendo “macaquinhos”.

Você muda esse desequilíbrio incentivando meninas a conhecer ciência e tecnologia, você muda isso prestigiando esse interesse e mandando pro inferno quem diz que isso não é coisa de mulher.

A preocupação é geral: precisamos de todo o talento disponível para sobreviver e, enquanto o Brasil que odeia ciência corta 50% da verba da FAPERJ, nos EUA há a Feira de Ciências da Casa Branca, prestigiada pelo presidente em pessoa:


ABC News — Obama Talks Brainstorming With Superhero Kid Scientists

Felizmente há gente mesmo aqui correndo atrás, é o caso da Microsoft, que desde 2000 tem o DigiGirlz High Tech Camp, um evento onde durante 3 dias meninas de 13 anos ou mais participam de palestras, demonstrações e workshops.

Agora, pra galerinha mais jovem, a Microsoft em parceria com 15 ONGs lançou uma campanha centrada no site eupossoprogramar.com. As ONGs cuidarão dos eventos presenciais onde meninas acessarão o site e se familiarizarão com conceitos de tecnologia e programação, ajudadas por ambientes familiares como Minecraft e Frozen.

É uma excelente iniciativa e dará excelentes resultados, afinal muito melhor do que fazer textão no Facebook é ensinar as meninas a criar seu próprio Facebook.

relacionados


Comentários