Home » Mobile » Piratas da vida real hackeiam empresa de transportes para saber quais navios atacarem

Piratas da vida real hackeiam empresa de transportes para saber quais navios atacarem

ARRRRR!!! Grupo de piratas da vida real acumulam função e invadem empresa de navegação para descobrir quais navios valem mais a pena para saquearem

4 anos atrás

pirates

Esta será uma daquelas notícias com vários tons de duplo sentido, mas não daquele jeito que você pensou: um grupo de piratas da vida real (corsários mesmo) migraram suas operações para o mundo digital ao atacar uma companhia de transportes marítimos, coletando assim dados suculentos sobre quais navios são os mais vantajosos de serem abordados em alto-mar.

Um informe da Verizon (cuidado, PDF) relata que os ataques dos piratas começaram a se tornar cada vez mais precisos nos últimos tempos. Ao invés de manter reféns por dias eles passaram a atacar as embarcações em rota, rendendo a tripulação em pouco tempo e passando a mão na carga. O problema é, antes esses piratas realizavam seu trabalho na base da sorte, viam um navio dando sopa e partiam para cima. Agora não, eles são mais seletivos e se tornaram extremamente eficientes. Uma abordagem dura minutos e eles passaram a surrupiar contêineres específicos, sem muita surpresa os mais valiosos em transporte.

A empresa de transporte começou a desconfiar que os piratas sabiam exatamente onde e quando atacar. É aí que o time de especialistas em segurança da Verizon entra na parada.

somali-pirate

O time descobriu que os piratas reais que agora acumulam função de piratas digitais subiram um software malicioso para os servidores da companhia, permitindo a eles baixar dados como notas de pagamento, rotas de transporte e códigos dos contêineres mais valiosos, o que facilitou e muito o seu trabalho. Assim eles só tinham que subir na embarcação, render o pessoal e localizar via código a carga a ser roubada. Tudo isso em questão de poucas horas, com eficiência exemplar.

O único problema é que os piratas do mar não são tão bons quanto os da internet: por não terem domínio de coisas simples como uso de proxies ou de criptografia a Verizon identificou todos os passos dados pelos meliante, e através de algumas recomendações simples a companhia conseguiu bloquear o IP dos piratas e fechar as portas que eles acessavam, pondo fim à farra.

De qualquer forma, está mais do que provado que aquela ideia idiota de navios drones de carga não tem a mínima chance de acontecer, os riscos são altos demais. Se um grupo pirata incompetente já conseguiu dar um belo prejuízo atacando navios tripulados com precisão cirúrgica, que dirá um barco sem ninguém a bordo. E isso sem mencionar que como o lance deu certo por um tempo é certeza que outros grupos mais capazes surgirão no futuro, do tipo que saberá apagar seus rastros.

Fonte: Business Insider.

relacionados


Comentários