Home » Hardware » Supercomputação com CUDA e o Larrabee

Supercomputação com CUDA e o Larrabee

10 anos e meio atrás

Ainda não estudei o suficiente para ter uma opinião formada sobre as duas plataformas, mas posso indicar a fonte: Dr. Dobbs Journal. Não é leitura para os script kids, aviso logo. É preciso entender um pouco de arquitetura de computadores e processadores e conseguir ler código escrito em C.

Um dos artigos, CUDA, Supercomputing for the Masses, começa em 2008 e tem 11 partes, 1 artigo por mês, até o mês passado. Leitura light para o próximo fim de semana ou para sua tese de mestrado. 🙂

O outro, exige um pouco mais de estudo na área de arquitetura interna de CPUs, já que ele fala do híbrido Larrabee, futuro rebento da Intel que será totalmente diferente da arquitetura de GPUs usada hoje. Para se ter uma ideia, ele seria capaz de rodar sistemas operacionais x86 e processar gráficos discretos ao mesmo tempo.

Com um diferencial: boa parte da renderização pode ser feita em software. O que isso significa para você, gamer? Significa o seguinte: um programador pode escrever o código do jogo sem uma API de hardware (placa de vídeo) específica. Nem OpenGL, nem DirectX, código que será muito mais portável e games rodando no Windows, no Linux ou no MacOS.

Ficou curioso? Comece pelo artigo A First Look at the Larrabee New Instructions (LRBni). Lembrando que o link também é para o Dr. Dobbs, uma publicação bastante técnica. Por exemplo, a linguagem Lua ficou famosa depois de um artigo sobre ela ter saído lá.

relacionados


Comentários