Home » Pop » Cinema » Nicholas Meyer se junta ao novo seriado de Jornada nas Estrelas

Nicholas Meyer se junta ao novo seriado de Jornada nas Estrelas

Para alegria dos trekkers mais boas notícias sobre a nova série que chegará em janeiro de 2017: o mais novo roteirista contratado, e produtor-executivo? Nicholas Meyer.

3 anos atrás

star-trek-ii-battle

Entre os fãs de Star Trek o segundo filme, Star Trek 2 — A Ira de Khan, de 1982 está entre o top de toda a franquia, talvez Top 2. Sabe a relação entre o Deadpool do Wolverine e o Deadpool do novo filme? Foi a mesma coisa. O primeiro longa de Star Trek foi solene, caro, pomposo, tinha todos os elementos originais mas não era realmente Star Trek.

O segundo filme ia pelo mesmo caminho, o roteiro era um desastre, até que Nicholas Meyer foi chamado, e mesmo sem nem ter visto o primeiro filme em 12 dias escreveu um roteiro inicial que todo mundo adorou. Daí as coisas correram tão rápido que ele preferiu ser creditado apenas como diretor, para não atrasar o filme com as negociações de crédito entre os roteiristas.

st10

34 anos depois Star Trek 2 ainda funciona, tanto como história como efeitos visuais. Ricardo Montalban como Khan mastiga o cenário de uma forma que Cucumberbiatch nunca sonhou em conseguir. Todo o elenco está afiadíssimo, há heroísmo, filosofia, sacrifício, amizade e batalhas espaciais. Tudo graças a Meyer, que também escreveu parte do roteiro de Star Trek IV — The Voyage Home. Sua última participação na franquia foi dirigir e ser co-roteirista de Star Trek VI — A Terra Desconhecida. Isso mesmo, Nicholas Meyer é responsável por todos os filmes bons da série clássica.

Agora foi divulgado que ele irá fazer parte da equipe que produzirá a nova série de Star Trek, a ser lançada em janeiro de 2017. Serão 12 anos sem uma série de Jornada nas Estrelas, desde que Enterprise foi injustamente cancelada em 2005. Toda uma geração cresceu sem uma série como referência, hoje Star Trek sobrevive apenas em memes.

startrek_iv_2_758_426_81_s_c1

Já foi dito que a série não terá ligação direta com os filmes novos, o que não significa que não existam no mesmo Universo. O novo visual e a nova dinâmica, sem toda a mitologia e cronologia combinadas de cinco encarnações da franquia pode o melhor de dois mundos, a filosofia de Star Trek teria espaço para ser desenvolvida, coisa que nunca aconteceu nos filmes, e não ficaríamos presos a um monte de fãs chatos reclamando que Kirk já fez aquilo, no episódio 45, no Planeta Nazista.

Nicholas Meyer como roteirista e produtor-executivo é a cereja do bolo cheia de Lexotan para os fãs relaxarem de vez, se bem que já era complicado ter medo de algo dar errado, quando o showrunner da nova série é Bryan Fuller, que tem 22 créditos de roteirista de Voyager Deep Space Nine, e 81 créditos de editor e co-produtor em Voyager.

No final de Star Trek VI Kirk fala da nova geração que logo continuará as viagens da Enterprise, audaciosamente indo aonde ninguém jamais esteve. Sortudos somos nós, que vamos presenciar esse futuro.


Robin Hood Of Videos — Star Trek TOS Cast Final Bow and Good Byes HD (VI The Undiscovered Country Ending)

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários