Home » Ciência » Espaço » Breaking News: astronauta nigeriano pode estar perdido no espaço

Breaking News: astronauta nigeriano pode estar perdido no espaço

Está circulando um e-mail nigeriano no mínimo interessante. Desta vez não é nenhum príncipe, mas um astronauta que precisa de ajuda. Detalhe: dizem que ele está preso em uma estação espacial russa desde 1989. Parece legítimo…

4 anos atrás

Sterling-7

O caso é sério, está sendo divulgado por e-mail pelo Dr. Bakare Tunde, Gerente do Projeto de Astronáutica da Agência Espacial Nigeriana.

Em uma mensagem confidencial enviada para um monte de gente ele conta a história do Major Abacha Tunde, astronauta nigeriano que fez um vôo secreto em 1979 para a estação Salyut 6. Em 1989 ele voou em uma Soyuz T16Z para a também secreta estação espacial Salyut 8T, mas em 1990 com o fim da União Soviética sua situação se complicou. 

Os outros dois cosmonautas voltaram para a Terra na Soyuz T16Z, mas o lugar do Major Abacha foi ocupado com carga. Deste então ele está na estação, de vez em quando recebe suprimentos via cápsula Progress. Nesse meio-tempo ele acumulou US$ 15 milhões em salários acumulados, suficiente para pagar a passagem de volta para a Terra, mas ele não consegue acessar o dinheiro.

Nem o Dr Tunde, as regras do governo Nigeriano proíbem que funcionários públicos mexam com dinheiro privado. Por isso precisam de sua ajuda. Se você puder contribuir com US$ 3 milhões, o custo para regularizar a situação financeira do Major Abacha, os US$ 15 milhões serão depositados na sua conta.

Como agradecimento você poderá ficar com 20% do dinheiro, e transferir o resto para os russos, que iniciarão os procedimentos para resgatar o Major.

Se você poder ajudar, por favor colabore. Vamos trazer o Major Abacha Tunde de volta para casa!

E não, não tenho motivos para duvidar da história. Está sendo repassada via corrente de internet, tem que ser verdade!

P.S.: zoeiras à parte, a Nigéria tem um programa espacial de verdade, humilde mas ambicioso, planejam uma sonda lunar pra década de 2030, e não há datilógrafos na equipe.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários