Home » Indústria » Passaralho no Yahoo! será maior do que se imaginava

Passaralho no Yahoo! será maior do que se imaginava

Resultados ruins em 2015 levam Yahoo! a anunciar o corte de 15% de sua força de trabalho, fechamento de cinco unidades e mudança nas estratégias

3 anos e meio atrás

marissa-mayer

Os dias de Marissa Mayer como CEO do Yahoo! podem estar contados

Os dias de bonança do Yahoo! se foram. A companhia hoje está afundada numa crise e vem cortando tudo o que pode para se manter ao menos razoavelmente lucrativa, e decisões executivas estranhas e gastos exorbitantes com coisas supérfluas não estão ajudando. Como acionistas querem resultados para ontem a companhia estava ensaiando uma reestruturação, o que para todos os efeitos significa passar a foice.

No início de janeiro surgiram os primeiros rumores de que o passaralho iria passar com força, mas agora com a divulgação dos péssimos resultados financeiros do último trimestre de 2015 o Yahoo! revelou oficialmente seus próximos passos. E a situação é pior do que se imaginava.

A situação é a seguinte, se você não trabalha no Yahoo! você está com sorte. E não falo apenas do chão de fábrica, pois pode sobrar até para o alto escalão, incluindo a CEO Marissa Mayer. Os resultados do último trimestre de 2015 são os piores possíveis, a empresa teve prejuízo US$ 4,4 bilhões contra lucro líquido de US$ 166 milhões no mesmo período de 2014. O resultado considera um ágio de US$ 4,46 bilhões de aquisições realizadas no passado e que apesar disso a receita subiu um pouquinho no período, indo de US$ 1,25 bilhão para US$ 1,27 bilhão. Lucro? Apenas 63 milhões de dólares.

A perda de valor de mercado não é o único problema do Yahoo!, uma série de decisões estapafúrdias foram tomadas nos últimos tempos como medidas para modernizar a companhia. Uma das mais controversas foi a da polêmica adoção de uma campanha de diversidade forçada, que está empregando mais mulheres (o que é bom) apenas por questões de gênero e não de mérito (o que é muito ruim), resultando em dispensar profissionais só por serem homens. Resultado: uma força de trabalho com capacidades abaixo do esperado. Eu concordo que igualdade de gêneros no ambiente de trabalho é importante, mas há maneiras mais inteligentes de se fazer isso.

Outro problema que está deixando os acionistas fulos são os gastos desnecessários praticados pela CEO Marissa Mayer, que embora esteja fazendo de tudo para manter a companhia nos trilhos nos últimos quatro anos não consegue justificar uma festa de fim de ano de US$ 7 milhões (a executiva nega) e um livro motivacional para os funcionários que custou um milhãozinho para ser produzido. Entram na conta também aquisições desnecessárias ou aquelas onde foi desembolsado mais dinheiro do que o necessário:o Yahoo! por exemplo admitiu que gastar US$ 1,1 bilhão no Tumblr foi uma má ideia.

Agora vem a conta. Antes já sabíamos que o machado iria cantar no Yahoo!, mas pensava-se que cerca de 10% da força de trabalho seria dispensada. Agora, com a divulgação dos resultados a empresa revelou seus próximos passos para manter as contas em dia, e as coisas são bem piores.

Durante o primeiro trimestre de 2016 serão eliminados 15% dos postos de trabalho em todo o mundo, em qualquer setor da companhia, que corresponde a 15% dos funcionários; as unidades em Dubai, Cidade do México, Buenos Aires, Madri e Milão serão fechadas; ativos não essenciais serão colocados à venda a fim de fazer ao menos US$ 1 bilhão em caixa e alguns produtos legados serão eliminados. Tudo para manter os acionistas felizes.

O grande problema é que a imagem de Mayer está queimada com todo mundo. Ela assumiu um navio a pique e conseguiu mantê-lo navegando razoavelmente, mas para isso ela teve que cortar um terço dos postos de trabalho do Yahoo!; muita gente a chama injustamente de Loura do Mal e a colocam ao lado da Carly Fiorina (essa sim malvada e que conseguiu devastar a HP), quando na verdade o Yahoo! era um inferno burocrático, e sob sua gestão a empresa se tornou mais eficiente e conseguiu atrair mais usuários (o pessoal do Tumblr não fugiu). O problema é que acionistas não gostam de gastos desnecessários e querem resultados imediatos, o que sempre acaba em passaralho. Já para quem rodou a imagem que fica é de uma executiva implacável, má como o Pica-Pau. Ela é linha dura sim, por culpa dela a home do Google não é uma bagunça: ela comprou briga com o pessoal de marketing inteiro a fim de deixá-la a mais clean possível. E não fez isso passando a mão na cabeça do pessoal, mas batendo na mesa e mostrando quem manda.

Futuro? Difícil saber, o Yahoo! perdeu dinheiro a rodo e é bem possível que as medidas tomadas agora não consigam segurar os ânimos dos acionistas, que já pediram a cabeça de Mayer numa bandeja de prata. O problema é se ela rodar não será exclusivamente por culpa dela e pior, difícil imaginar hoje outro executivo que não tenha mão pesada e medo de fazer o que é preciso, sem ter que quebrar tudo à sua volta ou atuar como um cavalo de Troia. Como um tal Stephen Elop...

Fonte: Yahoo!.

relacionados


Comentários