Home » Microsoft » Microsoft vai doar US$ 1 bilhão em serviços de nuvem para ONGs e pesquisadores

Microsoft vai doar US$ 1 bilhão em serviços de nuvem para ONGs e pesquisadores

É um bom dia pra quem precisa de uma força. A Microsoft comunicou que vai doar US$ 1 bilhão em serviços de nuvem para ONGs e pesquisadores no mundo inteiro. Como infra é boa parte do custo desse tipo de organização, é uma iniciativa bem-vinda.

4 anos atrás

BELLEVUE, WA - DECEMBER 3: Microsoft CEO Satya Nadella addresses shareholders during Microsoft Shareholders Meeting December 3, 2014 in Bellevue, Washington. The meeting was the first for Nadella as CEO. (Photo by Stephen Brashear/Getty Images)

Muitos, muitos anos atrás, pouco antes do Windows 95 participei de um evento onde a Microsoft mostrou sua estratégia para a internet. Foi no período entre agosto, lançamento do Win95 e maio, quando Bill Gates soltou seu seminal memorando sobre a internet, essencialmente mudando 180 graus o direcionamento da Microsoft e salvando a empresa. Para dar uma idéia da visão do cara, no memorando ele apontava como estratégico conteúdo em vídeo. Isso em 1995. 

Eu estava muito cético em relação a tudo apresentado, ainda mais com a necessidade de conexão constante à internet, mas a Microsoft já trabalhava com a idéia de aplicativos colaborativos em ambiente cliente-servidor… — RAIO MARKETIZADOR, ATIVAR — em ambiente de nuvem.

Hoje tenho e uso serviços dos principais fornecedores, incluindo o OneDrive, perfeitamente integrado nos meus SOs. Apesar de ter todas as prevenções contra acesso remoto, acabei com um Chromebook que é a melhor máquina portátil com que já trabalhei.

A Nuvem hoje é uma realidade, tanto para armazenamento quanto para processamento. Em minutos você contrata e instala um parque de 3.000 máquinas virtuais para renderizar seu Jurassic Park. Ao contrário de Ruby soluções de nuvem escalam e muito bem.

Só que custam dinheiro, coisa que muita gente não tenho.

satya

A Microsoft sempre investiu pesado em filantropia, era algo caro ao Bill Gates e mais ainda a Satya Nadella, que agregou os esforços da empresa na Microsoft Philantropies, organização informalmente chamada apenas por mim de Satya & Melinda Gates Foundation. Ano passado essas iniciativas juntas totalizaram US$ 1 bilhão em doações, entre dinheiro vivo e produtos.

Agora vão dobrar a meta (mas já sabem qual é, sossega, Dilma). Nos próximos 3 anos serão US$ 1 bilhão só em serviços do Microsoft Azure, Power BI, CRM Online, Enterprise Mobility Suite e Office 365. Os acessos serão distribuídos entre 70 mil ONGs que se beneficiarão do aumento de produtividade gerado pelo uso dessas soluções.

Entre pesquisadores hoje 600 espalhados pelo mundo todo usam gratuitamente os serviços do Microsoft Azure, mas a meta é que sejam 1.200. Não, mineração de Bitcoin não é uma proposta de pesquisa válida.

Também investirão em projetos de banda larga, treinamento e conectividade de última milha em pelo menos 15 países.

Dados os custos de infra, que são bem grandinhos na maioria das ONGs, é uma iniciativa muito, muito bem-vinda. Só não é melhor por não prever verbas para fomento de blogs brasileiros de tecnologia.

Fonte: Microsoft.

relacionados


Comentários