Home » Filmes e séries » Netflix vai produzir reboot (outro?) de Perdidos no Espaço

Netflix vai produzir reboot (outro?) de Perdidos no Espaço

Mais um na conta dos reboots: Netflix prepara nova versão para um clássico da televisão, a série Perdidos no Espaço

4 anos atrás

perdidos-no-espaco

Hollywood continua sem ideias, mas par alguns isso pode ser uma coisa boa: na ânsia de revisitar obras clássicas a mais nova a ser revisitada será Perdidos no Espaço, a série dos anos 1960 que ganhará uma nova versão pela Netflix.

Irwin Allen (1916-1991) é considerado um dos maiores profissionais de cinema que Hollywood já teve. O chamado “Mestre do Desastre” responsável por filmes-catástrofe como O Destino do Poseidon e Inferno na Torre é reverenciado por criar diversas séries para a TV memoráveis, como Túnel do Tempo, Terra de Gigantes e Viagem ao Fundo do Mar.

Mas talvez a obra de Allen mais lembrada seja mesmo Perdidos no Espaço. A série que mostrava os apuros da família Robinson à deriva no cosmo teve três temporadas, 83 episódios, um robô que muita gente aprendeu a adorar antes do R2 e um reboot fraco para cinema em 1998, criticado por ser sombrio demais em comparação ao clima mais ameno da obra original, feita para a família.

Em 2015 foram comemorados 50 anos da estreia da série original, e para celebrar a Netflix estaria negociando com os roteiristas Matt Sazama e Burk Sharpless um script para uma nova versão de Perdidos no Espaço. A trama seria basicamente a mesma, os Robinsons ficariam irremediavelmente perdidos nos confins do espaço depois que o dr. Smith sabotasse a Jupiter 2, que tinha a missão de ir a um planeta perto de Alfa Centauro para que os voluntários o colonizassem. Claro, como ele não era muito inteligente o vilão acabou por compartilhar do destino dos náufragos.

spider-smith

O Smith mutante do reboot de 1998. Sério, esse filme era ruim DEMAIS!

O que está fazendo todo mundo dar chilique igual ao B9 é a escolha da Netflix para o roteiro. Sazama e Sharpless são os responsáveis pelos recentes Drácula: A História Nunca Contada e O Último Caçador de Bruxas (esse último com Vin Diesel), o que pode indicar uma versão mais séria e menos divertida, talvez mais perto do filme ruim de anos atrás.

A direção vai ficar por conta de Neil Marshall (que dirigiu alguns episódios de Constantine e Hannibal, além do filme Juízo Final) e Kevin Burns vai produzir junto com Sazama e Sharpless. Não há previsão de estreia nem anúncio de elenco, mas desde já a Netflix está deixando claro que vai produzir muita coisa, e dados os resultados recentes a gente sabe que ao menos com a qualidade o serviço se compromete.

Fonte: Deadline.

relacionados


Comentários