Como o Fallout 3 poderia ter sido

fallout-van-buren

Nos últimos dias boa parte da atenção dos sites especializados em games tem estado voltada para o Fallout 4, mas hoje eu gostaria de falar um pouco sobre o processo de criação do seu antecessor. Na verdade, sobre o processo de criação de um Fallout 3 que nunca existiu.

Caso não saiba, antes da Bethesda adquirir os direitos sobre a franquia e transformá-la em um FPS com elementos de RPG (ou vice-versa, como preferir), era a Interplay que estava desenvolvendo um novo capítulo para a série, um que era conhecido pelo codinome Van Buren e que para a alegria dos mais puristas, teria um estilo mais próximo dos anteriores.

Quem revelou alguns detalhes do projeto foi o game designer Chris Avellone, que durante a NYU Game Center’s Practice 2015 contou por exemplo que os personagens que poderíamos recrutar para nos ajudar durante a aventura tomariam sozinhos algumas decisões que poderiam mudar o mundo a nossa volta, algo que certamente exigiria um elaborado sistema de inteligência artificial e que na minha opinião poderia ter servido de referência para muitos outros títulos.

Segundo ele, a ideia era entregar um jogo cujas ações acontecessem por turno, algo que em sua opinião funciona melhor para representar um RPG do estilo papel-e-caneta e a visão continuaria sendo aérea, escolhas de design que muitos fãs dos primeiros jogos lamentam não terem sido adotadas pelos criadores do Fallout 3 que acabou chegando ao mercado.

De qualquer forma, o fato é que questões financeiras impediram a Interplay de continuar o desenvolvimento, mas Avellone afirmou que parte das ideias que eles tiveram para o jogo acabaram sendo aproveitadas no Fallout: New Vegas, título que ajudou a criar enquanto estava na Obsidian Entertainment.

Quanto a esse comportamento dos personagens controlados pelo computador, confesso não lembrar de um game que conte com tal recurso e por ter achado o conceito simplesmente fantástico, espero que alguma desenvolvedora adote a ideia e a implemente de maneira satisfatória. Se isso acontecer, chegará o momento em que teremos muitos mais motivos para xingar os NPCs do que por eles terem “apenas” entrado na nossa frente durante um tiroteio.

Fonte: Polygon.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples