Apple Watch vende 7 milhões de unidades em seis meses e supera a concorrência

apple-watch

A Apple pode ter perdido a mão com os preços no Brasil, mas não dá para negar que ela sabe vender o peixe que tem. Quando todo mundo especulava que a empresa estava criando um relógio esperto a concorrência passou na frente e lançou inúmeros produtos, uns legais, outros malucos.

Smartwatches ainda são produtos de nicho, eles vendem mas não muito. O Apple Watch, lançado há seis meses não é muito diferente disso, ele está bem atrás de outros iGadgets mas como tem uma maçã impressa na carcaça, mesmo suas baixas vendas são superiores a de seus principais adversários: a empresa de pesquisas Canalys revelou em sua última análise que a Apple enviou para suas lojas mais de 7 milhões de unidades de seu relógio inteligente, superando as vendas de TODAS as outras empresas juntas nos últimos 15 meses.

São números impressionantes: a Canalys atesta que nenhuma fabricante de smartwatches, seja Samsung, LG, Sony ou qualquer outra conseguiu vender mais do que 300 mil smartwatches em apenas um trimestre. O Pebble Steel, modelo mais recente da marca de relógios espertos mais conceituada entre os consumidores até então e pioneira do setor vendeu apenas 200 mil unidades.

O Android Wear, a linha de dispositivos inteligentes com software puro do Google também não está se saindo melhor. A empresa não forneceu números exatos mas segundo avaliação da Canalys, em 2014 cerca de 720 mil aparelhos com o sistema foram vendidos.

Ainda que 7 milhões de unidades em seis meses esteja longe do padrão da Maçã, o CEO Tim Cook declarou em seu mais recente trimestral anúncio aos investidores que as vendas do Apple Watch “superaram as expectativas”, não informando números exatos para variar.

É evidente que os números sofrerão um boost durante as festas de fim de ano, mas mais uma vez está provado que se tem uma maçã o pessoal vai comprar, independentemente de ser útil ou não.

Fonte: Forbes.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar