Home » Indústria » Samsung quer oferecer robôs mais baratos que funcionários das fábricas chinesas

Samsung quer oferecer robôs mais baratos que funcionários das fábricas chinesas

Samsung (com apoio do governo da Pior Coreia) planeja construir trabalhadores-robôs eficientes e mais baratos do que a mão-de-obra das fábricas chinesas

4 anos atrás

robots

A China fez muito dinheiro nos últimos tempos explorando seus cidadãos. Ao oferecer incentivos para grandes companhias em todo o mundo, muitas montaram suas linhas de produção no país, que oferecem mão-de-obra extremamente barata. As condições de trabalho não são das melhores, já cansamos de ver casos de exploração, jornadas de trabalho insanas, programas que exploram estudantes e por aí vai.

Quase todas as empresas de tecnologia fabricam seus produtos lá. Da Apple à LG, passando por Nintendo, Sony e Microsoft, ninguém escapa. A Samsung também, só que ela curiosamente está desenvolvendo um plano para reduzir ainda mais os custos de fabricação não só dela, como também de outras empresas: criando robôs para substituir os humanos.

De acordo com a imprensa sul-coreana, a Samsung recebeu um investimento de quase US$ 15 milhões de dólares do governo para modernizar as linhas de montagem na China. O plano consiste em desenvolver robôs baratos especializados em tarefas de alta-precisão, que hoje são muito caros. Essas funções são geralmente executadas por humanos nas linhas de produção, até para cortar custos.

A ideia é que cada novo robô capaz de montar produtos delicados como smartphones e outros produtos eletrônicos sejam no fim das contas um investimento para as fábricas que represente uma economia maior do que simplesmente contratar um Ping aleatório. Embora em tese os robôs sejam mais baratos do que os atuais, eles seriam tão capazes quanto e a longo prazo, o custo de sua manutenção seria inferior aos já ridículos salários pagos aos funcionários.

Caso o plano se mostre um investimento positivo, a Samsung poderia vender seus robôs para outras montadoras, o que pode ser algo interessante para os donos de fábricas e um terror para os trabalhadores, que muito provavelmente irão para a rua. O Ministério de Comércio e Indústria da Pior Coreia espera que os robôs estejam prontos já em 2018, afim de reduzir a dependência de trabalhadores humanos.

Quem diria que algum dia veríamos um plano disposto a criar uma mão-de-obra ainda mais barata que os trabalhadores chineses.

Fonte: Wired.

relacionados


Comentários