Guerra nas Estrelas: ULA dispara contra SpaceX

Launch of Delta IV NROL-65, August 28, 2013 from Vandenberg Air Force Base Caption: A Delta 4 Heavy rocket carrying a payload for the National Reconnaissance Office lifts off from Vandenberg Air Force Base. Credit: ULA PHOTO BY PAT CORKERY

Elon Musk fica com todos os holofotes mas há vários outros players no mercado de lançamentos espaciais. O maior deles é a United Launch Alliance, uma joint venture da Boeing e da Lockheed Martin.

No começo do ano anunciaram seu novo foguete, o Vulcan. O grande diferencial é que ele também é reutilizável, mas a solução é bem diferente da SpaceX. Em vez de um primeiro estágio pousando inteiro, apenas o módulo do motor se solta, reentra a atmosfera com um escudo de calor, aciona um paraquedas, é capturada e vôo e levada para terra. 

Nem de longe é elegante como a SpaceX, mas parece ser bem mais barato, ao menos é o que Tony Bruno, CEO da ULA vem dizendo no Twitter. Segundo ele, colocado na ponta do lápis a tecnologia da ULA começa a economizar dinheiro no segundo lançamento, já a da SpaceX demanda pelo menos 10.

CQFR_poXAAQnccD

A lógica é que para se tornar reutilizável o foguete da SpaceX precisa voltar com bastante combustível, diminuindo a quantidade de carga que pode levar em cada missão. Também precisa ser todo inspecionado, o que consome tempo e dinheiro. Já a ULA só salva o filé, o resto, que em essência é tanque de combustível é mais barato usar um zero km, que inclusive é mais confiável.

UnitedLaunchAlliance — ULA Innovation: SMART Reusability

Quem está certo? Não faço idéia, mas a SpaceX não vai ficar calada.

É muito bom ver competição nesse nível, uma verdadeira corrida espacial. Todo mundo atrás da melhor tecnologia da maior confiabilidade e do menor custo para seus clientes. É uma briga de cachorro grande, onde não há lugar para falhas. Ou datilógrafos.

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar