Home » Ciência » Espaço » NASA descobre água molhada em Marte — Perguntas e Respostas

NASA descobre água molhada em Marte — Perguntas e Respostas

Que há água em Marte não é novidade, a grande descoberta é que, ao menos durante um período específico do ano, há regiões com água líquida, molhada. É uma janela de temperatura muito pequena, mas o suficiente para água acumular no solo, minar e descer por colinas em verdadeiros aluviões. Ao menos é o que todas as evidências apontam.

4 anos atrás

marteagua

Clique AQUI para engrandalhecer.

Hoje a NASA apresentou o resultado de uma pesquisa envolvendo várias sondas orbitais em Marte. Em resumo: acharam fortíssimas evidências de que há, mesmo que de forma transitória, água líquida em Marte. Foi uma descoberta importante, indica que há um ciclo hídrico em atividade e, ao mesmo tempo, explica o mistério das marcas sazonais.

Vamos então a uma série de perguntas e respostas para ver se conseguimos passar um pouco mais de informação do que o OMG Rios Em Marte do G1.

1 — Não havia água antes?

Havia. Marte possui calotas polares, compostas de gelo de gás carbônico e gelo de água. Em diversas crateras gelo se forma durante o inverno.

marteagua2

Clique AQUI.

O Phoenix Lander em 2008 observou gelo debaixo do próprio nariz, se tivesse um.

080620-phoenix-icecomp-02

A Curiosity comprovou em 2013 que o solo marciano tem de 1,5% a 3% de água, um metro cúbico rende 33 litros, parece muito mas é bem seco, mas muito melhor que nada. Só que essa água não está líquida.

2 — Como não?

Moléculas são antissociais. Com um mínimo de calor elas preferem viver sozinhas, em estado de vapor. Existem dois elementos que forçam moléculas a conviver de forma mais próxima: temperatura e pressão. Com temperatura baixa a molécula não tem o que fazer a não ser aceitar e se integrar com os vizinhos. Esses são os sólidos. Adicione energia e as moléculas se desprendem. Por isso um tanque de guerra é vaporizado por uma explosão nuclear.

Se você tem muita pressão as moléculas têm dificuldade em se tornar vapor, esse é o segredo da panela de pressão. Você aumenta a pressão atmosférica, literalmente comprime as moléculas e elas não conseguem se tornar vapor a 100 graus celsius, a temperatura do líquido aumenta, sem que ele se vaporize.

Quando a pressão baixa, ocorre o oposto. No alto do Everest água ferve a 71 ºC. No vácuo do espaço não há ponto de ebulição, a água sublima direto de gelo para vapor. Como Marte tem 0,06% da pressão atmosférica da Terra, água lá ou é gelo ou é vapor. A janela de temperatura onde é possível água líquida vai de 0 ºC a 10 ºC, temperatura atingida em algumas partes, durante o verão.

3 — Então acharam umas poças?

Não. Fotografaram trilhas que variam de ano pra ano, de material escuros em colinas marcianas.

marteagua3

Não é material do subsolo exposto por algum fenômeno, são marcas idênticas a aluviões terrestres, causados por um fluxo de água líquida.

576957main_pia14475-fullsize

Observações espectrais detectaram uma camada de sais nessas regiões, percloratos extremamente higrófilos. De novo, o mesmo fenômeno terrestre: o fluxo de água lava o chão deixando uma camada de sal.

Ainda é um mistério de onde vem a água. Imagina-se que ela se acumule no solo, que mais se encharcando com o aumento da temperatura até se saturar e começar a minar. Não há problema as evidências serem indiretas. Chegar em casa, ouvir barulho de homem pelado saltando a janela, achar um chinelão debaixo da cama e a esposa de baby doll é uma evidência indireta de que você tem que vender o sofá.

4 — Dá pra beber?

Não, é salobra, mas dá pra cozinhar batatas. Só não coma, percloratos fazem mal.

5 — O problema da água dos astronautas está resolvido?

Não. Ainda é bem mais fácil extrair água do solo ou do ar, caçar fluxos aleatórios de água não é muito eficiente, mas essa descoberta significa que há água suficiente para que algo assim aconteça, o que é ótimo.

6 — Água significa vida, certo?

Não, água facilita as coisas para a vida, mas não quer dizer que a possibilidade remota de vida em Marte tenha deixado de ser uma possibilidade, ou remota. No máximo se tornou um pouco menos impossível.

7 — Isso não é promoção pro Perdido em Marte?

Não seja idiota.

8 — Onde posso ler mais a respeito?

No paper que os cientistas publicaram. Aqui atrás de um paywall mas procurando acha-se.

9 — Não é muito auê por uma simples marca de enxurrada?

É uma marca de enxurrada em outro planeta. É a resolução de um dos milhares de mistérios, ciência se faz passo a passo, estamos tentando entender o clima de um planeta alienígena observando-o com robôs. Se fosse simples não teria graça.

10 — Qual a principal vantagem de Marte ter muita água?

Água é H2O. Separe em H2 e O2 (átomos não gostam de ficar sozinhos) e você tem… combustível de foguete. Dá pra mandar as naves só com o combustível de ida, chegando lá estações automáticas produzirão a gasosa (ok, não exatamente) pra volta.

Aumente a escala e Marte se torna o Posto Ypiranga do Sistema Solar, reabastecendo naves em missões para o sistema solar exterior. A baixa gravidade e facilidade de trânsito o tornam um excelente candidato, isso por si só pode tornar uma colônia economicamente viável.

11 — Qual outro uso pra essa água?

Uma palavra: terraformação. Você separa os componentes, o hidrogênio leve flutua para o espaço, o oxigênio fica na atmosfera. Recolhe-se CO2, convertendo em algo útil, como carbono para fazer fibra, diminui-se o efeito estufa e aos poucos Marte se torna mais e mais viável. Como recolher o CO2? Com máquinas moleculares movidas a energia solar que convertem o gás em oxigênio e polímeros.

Essas máquinas serão autorreplicantes, espalhando-se pela superfície de Marte. Serão escuras, absorvendo mais raios solares, diminuindo o albedo (a quantidade de luz refletida de volta para o espaço) e com isso aumentando a temperatura do planeta.

Parece ficção? Essas máquinas já existem, se chamam plantas. Tudo que precisamos é estudar o solo marciano para determinar quais e se plantas terrestres conseguem crescer por lá, com ou sem engenharia genética. Feito isso Marte começa a se tornar viável em poucas centenas de anos.

Viu? Mandar um botânico pra lá não parece mais uma idéia tão idiota…

Leia também:

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários