Home » Games » Indústria » Sony não está animada para lançar um sucessor do PS Vita

Sony não está animada para lançar um sucessor do PS Vita

Shuhei Yoshida diz que mercado de portáteis atual não é saudável para um PS Vita 2; cenário hoje é muito mais favorável a smartphones e jogos free-to-play

4 anos atrás

ps-vita

Sejamos sinceros: o PS Vita pode ser uma baita máquina portátil, mas ela infelizmente flopou. Os motivos são diversos, desde a evolução dos smartphones ao domínio da Nintendo no setor, passando pela falta de visão da própria Sony, que preferiu transformar o console numa segunda tela do PS4 e atochá-lo de indie games, enquanto portou seus principais títulos AAA para o atual console de mesa. Tearaway e Gravity Rush são os mais recentes exemplos disso.

Com todos esses pontos negativos não chega a ser uma surpresa a declaração do presidente da SCE Worldwide Studios Shuhei Yoshida, ao dizer que a Sony não está muito a fim de lançar um novo portátil.

O executivo da Sony esteve presente neste fim de semana na EGX 2015 e respondeu a um Q&A com os desenvolvedores. Yoshida, que em ocasiões anteriores afirmou que a empresa estava plenamente satisfeita em vender o Vita como uma segunda tela enfim admitiu que dado o atual cenário do mercado, investir em uma nova plataforma portátil dedicada a jogos não está nos planos da companhia, ao menos não a princípio.

Yoshida afirmou que embora a equipe de desenvolvimento tenha gostado de trabalhar com o Vita, o cenário mudou de tal forma que hoje o grande público prefere investir em jogos móveis para smartphones, e os motivos são óbvios: dispensa carregar mais de um aparelho, multifuncionalidade, qualidade dos games, preços e ofertas gratuitas ou free-to-play, bem melhor do que comprar uma máquina dedicada e gastar de 20 e 40 dólares por jogo.

Assim, Yoshida considera que o mercado de portáteis hoje “não é saudável” para um possível sucessor do PS Vita, já que o mercado foi engolido pelos smartphones. Mesmo o Nintendo 3DS, que lidera o setor (como sempre foi na verdade, a Nintendo nunca foi destronada desde o Game Boy) vende bem menos do que o esperado, ambos portáteis ainda não superaram seus antecessores.

Então, o que esperar do futuro? A Nintendo dificilmente jogará a toalha, mesmo que ela lance seus games para smartphones ela não abrirá mão de ter uma plataforma portátil dedicada, que contará com títulos que donos de iPhones, Androids e Windows Phones não poderão jogar. Já a Sony... embora o PS Vita venda razoavelmente no Japão (sustentando em boa parte por RPGs, Dating Sims e jogos quase educativos, outros 100% pr0n), no resto do mundo ele desce a ladeira e portanto não é tão difícil um cenário onde a empresa abra mão do mercado, preferindo se concentrar nos consoles de mesa.

Fonte: Eurogamer.

relacionados


Comentários