Home » Hardware e periféricos » Xerox PARC e DARPA criam chip de vidro que Ethan Hunt Aprovaria

Xerox PARC e DARPA criam chip de vidro que Ethan Hunt Aprovaria

Engenheiros da Xerox PARC apresentam chip de vidro que se autodestrói em um caso de acesso não autorizado; programa da DARPA visa criar componentes seguros

4 anos atrás

xerox-darpa-self-destruct-glass-chip

Segurança de dados é crucial hoje em dia. Com tanta informação circulando por aí é importante desenvolver métodos e contra-medidas para proteger o acesso a informações sensíveis. Não estou falando de dados cadastrais de gente tapada, mas de coisa séria para aplicações industriais e militares, setores onde a segurança da informação é coisa séria.

A DARPA, a agência do governo norte-americano possui o projeto Vanishing Programmable Resources, que estuda novas tecnologias de armazenamento de dados em componentes que possam ser facilmente inutilizados. Dentro deles, engenheiros do Xerox PARC desenvolveram um chip especial que explode um milhões de pedacinhos caso caia em mãos erradas.

Imagine a situação: o sistema de uma companhia de grande porte armazena a chave criptográfica de seus dados mais sensíveis em um chip dedicado, protegido atrás de diversas camadas de segurança. Ainda assim um invasor consegue furar o bloqueio e acessar o componente. O que fazer? A ideia do Xerox PARC foi criar um chip de vidro baseado no Gorilla Glass da Corning, mas com um processo de têmpera especial baseado em troca iônica o material teve sua resistência aumentada, permanecendo sob forte tensão de forma permanente.

Assim, basta uma pequena excitação no material para disparar uma reação em cadeia que o destrói completamente. No teste os engenheiros acionaram o sensor utilizando um laser, e o resultado foi deveras explosivo:

Webwereld — Self-destructing chip by Xerox PARC

Note que mesmo após a destruição os fragmentos do chip continuam a se partir, dada a extrema tensão. No fim resta um pó de vidro tão fino quanto inútil.

A Xerox PARC e a DARPA dizem que o gatilho para a destruição do chip pode ser disparado de outras formas, utilizando sinais de rádio ou mesmo um botão físico. Claro que o aplicativo será introduzido, quando viabilizado, em meios militares em primeiro lugar, chegando a grandes corporações depois. Mas num futuro não muito distante, você poderá contar com um app desses em seu smartphone e bastaria mandar um SMS ou coisa que o valha no caso de perda ou roubo, para seus dados não serem mais acessíveis.

Fonte: PC World.

relacionados


Comentários