Home » Hardware e periféricos » iPad Pro, o supertablet para profissionais

iPad Pro, o supertablet para profissionais

Confirmando os rumores, nova Apple TV agora é um set-top box com funções de microconsole; aparelhinho chega em outubro a apartir de US$ 149

4 anos atrás

ipad-pro

Quando começaram a circular os rumores sobre o iPad Pro, um monstrengo de 12,9 polegadas muita gente torceu o nariz. Só que a Apple não dá bola a haters desde sempre e apresentou um produto de ponta como o nome sugere, voltado totalmente para profissionais de ponta. Sim, assim como foi com o Mac Pro.

http://www.youtube.com/watch?v=WlYC8gDvutcApple — Introducing iPad Pro

ipad-pro-002

O hardware é matador: o processador é o novo Apple A9X de 64 bits, que chuta bundas com um desempenho 1,8 vezes maior que o iPad Air 2, que já não é pouca coisa. Ele conta com uma estonteante tela Retina de 12,9″ com resolução de 2732 × 2048 pixels, totalizando 5,6 milhões de pixels, dentro da mesma densidade de 264 ppi do iPad. Ele possui quatro alto-falantes, câmera principal de 8 megapixels, Touch ID, o de sempre. Só que Cupertino não o está vendendo para entusiastas e sim profissionais, então ele vai para outra direção.

Assim, contrariando todos os fanboys e mostrando que quem não aprende não evolui, o iPad Pro conta sim com uma caneta. Ou Apple Pencil, porque agora a maçã inventou os lápis e canetas.

http://www.youtube.com/watch?v=iicnVez5U7MApple — Introducing Apple Pencil

ipad-pro-005

ipad-pro-006

ipad-pro-007

A caneta, que é exclusiva para o iPad Pro possui alguns recursos muito interessantes. Precisão de UM PÍXEL, sensores de inclinação e pressão… ou seja, hardware estado da arte para quem precisa de tanto. Arquitetos, artistas, diagramadores, as aplicações são diversas.

Ele também terá um grande foco em produtividade e aplicações profissionais. Suporte a apps médicos, integração full power com o Office (com o pessoal da Microsoft no palco, foi lindo ver fags endoidando enquanto se esquecem do Bill Gates na Macworld Expo 97, batendo papo com Jobs), Photoshop com direito a detecção de rostos e edições pesadas, etc.

ipad-pro-008

ipad-pro-009

ipad-pro-010

Assim era óbvio que ele precisaria de um teclado, portanto foi anunciada a Smart Keyboard, uma capinha igual às do Surface. Chega de sofrer com teclados de terceiros, ela automagicamente se conecta ao iPad Pro, sendo mais um acessório exclusivo.

E a autonomia? 10 horas de bateria, provando que a Apple ou detém grandes estoques de plutônio ou inventaram o reator de arco.

ipad-pro-003

ipad-pro-004

Claro, os preços são de gente grande: o modelo de 32 GB e Wi-Fi custará US$ 799, enquanto o de 128 GB sairá por US$ 949. Este último terá uma variação com 4G, que conta com preço sugerido de US$ 1.049, nada muito diferente do Surface. A Apple Pencil custará US$ 99 e a Smart Keyboard, US$ 169.

O iPad Pro chegará ao mercado norte-americano em novembro, e em mais países até o fim do ano. Desnecessário dizer que o Brasil dificilmente estará nas primeiras listas.

Ah sim: sem muito alarde a Apple introduziu o iPad mini 4, que custará a partir de US$ 399. O iPad mini 2 passa a custar US$ 269.

Leia também:

relacionados


Comentários