Home » Games » Desenvolvedoras de games se unem para ajudar crianças em zonas de guerra

Desenvolvedoras de games se unem para ajudar crianças em zonas de guerra

Visando melhorar a vida de crianças em zonas de guerra, vários estúdios de game se uniram para participar do HELP: Real War is Not a Game, evento em que criarão jogos cujas vendas serão revertidas em doações.

4 anos atrás

Child-with-mortar-shell

Embora isso esteja acontecendo há vários meses, foi apenas depois da publicação da chocante foto do menino afogado que um número significativo de pessoas parece ter se dado conta da enorme quantidade de refugiados que estão deixando a Síria. Talvez esta seja uma reação natural do nosso cérebro, uma tendência até inconsciente de acharmos que apenas adultos são atingidos por guerras, mas a verdade é que as crianças talvez sejam aqueles que mais sofrem nesses conflitos.

Pois foi pensando nisso que um grupo de desenvolvedores de games se uniu e anunciou o “HELP: Real War is Not a Game”, um evento que será realizado em março do ano que vem e onde durante seis dias eles criarão jogos para serem vendido através do Steam e de outras lojas, com o valor arrecadado sendo utilizado para ajudar a dar uma condição de vida um pouco melhor para os afetados.

Quem ficará responsável pelo projeto será a War Child, organização que durante a década de 90 ganhou destaque ao reunir no álbum HELP algumas bandas britânicas como Oasis e Blur, o que na ocasião resultou em £ 1,5 milhão e pelo o que temos visto em iniciativas como o Humble Bundle, acredito que dessa vez o valor poderá ser bem superior.

O trabalho da War Child gira em torno de uma premissa simples. Nenhuma criança iniciou uma guerra, então nenhuma criança deveria ser afetada por uma,” explicou o criador da série Championship Manager e diretor da Sports Interactive , Miles Jacobson. “Seja reabilitando ex-soldados crianças na República Democrática do Congo, criando linhas de ajuda para crianças no Afeganistão, oferecendo espaços seguros para crianças sírias refugiadas ou trabalhando em tantos outros países; onde quer que estejam eles tornam o mundo um lugar melhor para as crianças forçadas a viverem com a guerra.

Como o game designer bem disse, a esperança é de que outros estúdios se juntem a causa, mas por enquanto aqueles que confirmaram suas participações foram os seguintes:

  • 343 Industries (série Halo)
  • Creative Assembly (série Total War)
  • Bossa Studios (Surgeon Simulator)
  • Sports Interactive (Football Manager)
  • Curve Digital (Stealth Inc.)
  • Hinterland (The Long Dark)
  • Spilt Milk Studios (Crunch)
  • Team 17 (série Worms)
  • Hardlight (Crazy Taxi: City Lights)
  • Carbon Games (AirMech)
  • Torn Banner (Chivalry: Medieval Warfare)

 
Além dessas empresas, os criadores das engines Unreal, Unity e Gamemaker também participarão ao fornecer os kits de desenvolvimentos para que os jogos sejam criados e assim como aquela realizada pelo pessoal da 11 Bit Studios, esta é uma iniciativa belíssima que merece nosso total apoio.

War Child UK — Duty Of Care: Protecting Children In War

Fonte: MCV.

relacionados


Comentários