Home » Mercado » Google cancela projeto piloto do Project Ara em Porto Rico

Google cancela projeto piloto do Project Ara em Porto Rico

Pelo visto teremos que esperar um pouco mais pelo Project Ara: Google cancela piloto do smartphone modular que entraria no ar em Porto Rico

4 anos atrás

project-ara

Muito se falou sobre o Project Ara, o ambicioso smartphone modular do Google que permitirá ao usuário personalizar livremente seu dispositivo mobile. Apresentado em outubro de 2013, a previsão é que o produto chegue às lojas em 2016 com preços muito atraentes, mas Mountain View se mantém em silêncio há meses.

O Project Ara passaria por uma fase de testes em Porto Rico, de modo a testar tanto a receptividade por parte do público de países em desenvolvimento quanto os componentes, já que o Google corre para resolver os problemas e entregar o produto a tempo. Eu disse “passaria” porque os planos foram para a cucuia.

Através do Twitter o Google ATAP, a equipe responsável pelo Ara tratou de tranquilizar o público ansioso por colocar as mãos no smartphone modular, “recalculando a rota” do programa piloto. Até aí OK, não é de hoje que vemos planos serem mudados na cara do gol (a saber, o projeto deveria chegar a Porto Rico neste trimestre). Entretanto a mensagem seguinte jogou um balde de água fria em todos: o programa de testes foi cancelado como um todo, e a equipe não divulgou maiores detalhes.

O que aconteceu? Bem, o mais provável é que com o Google passando por uma severa reestruturação é fato que projetos em movimento sofram atrasos. O que preocupa todos é o silêncio da equipe envolvida com o Ara. Desde janeiro não se ouviu falar mais nada não se sabe a quantas anda o projeto e nem se ele se tornará plenamente viável, uma alternativa de baixo custo para pessoas que querem um smartphone decente.

Para isso o maior problema que a divisão ATAP precisa contornar é o delay na comunicação entre os módulos. Querendo ou não, um componente móvel possui menor velocidade do que módulos integrados à placa-mãe (quem instalou apps num cartão de memória sabe), e um dispositivo completamente modular precisa demonstrar uma performance satisfatória para não ficar muito atrás de similares na mesma faixa de preço. Não vai adiantar muito ser barato e lerdo as hell.

O mais preocupante nessa história é a saída do líder de projeto Paul Eremenko da ATAP, que foi para a Airbus. Isso somado ao silêncio e agora ao cancelamento do projeto piloto jogam uma nuvem de incerteza em cima do Project Ara.

Fonte: Venture Beat.

relacionados


Comentários