Home » Games » A admiração pelo Destiny e o pedido de um pai

A admiração pelo Destiny e o pedido de um pai

Destiny, o jogo que teve o poder de fazer com que um senhor de 68 anos pela primeira vez pedisse um favor ao seu filho.

4 anos atrás

destiny

Típico jogo ame-o ou odiei-o, você pode até fazer parte do grupo que não se viu preso no Destiny, mas com uma coisa terá que concordar: o FPS é um fenômeno!

Apesar de ter sido bastante criticado por alguns aspectos, a criação da Bungie ainda hoje conta com uma enorme quantidade de jogadores fazendo e refazendo as mesmas repetitivas missões de quando ele foi lançado e com a expansão The Taken King prestes a ser lançada, tal dedicação deverá continuar por um bom tempo.

E por falar em admiração pelo jogo, uma história publicada por um usuário do Reddit chamou a atenção de muita gente.

Tudo começou com o anúncio de que no último final de semana o jogadores que entrassem nos servidores do título teriam a oportunidade de comprar o Gjallarhorn, um lança-mísseis um tanto raro e que é considerado por muitos uma das melhores armas do do game. Até então, a única maneira de ter acesso a ela seria encontrá-la após derrotar os inimigos, algo muito difícil de acontecer, ou então se você tivesse aproveitado a outra vez que um comerciante do Destiny a vendeu, isso lá nas primeiras semanas após o lançamento.

Foi então que noeljaboy recebeu pelo celular uma mensagem do seu pai, um senhor de 68 anos e ávido jogador do FPS. Como teria que trabalhar nos dias em que o vendedor apareceria no jogo, ele pediu para o filho acessar sua conta e aproveitar suas “strange coins” para comprar logo duas dessa poderosa arma.

Sabendo o quanto tal simples ação deixaria seu pai feliz, noel atendeu ao pedido e após lhe pedir autorização, comprou três Gjallarhorn, um para cada personagem que o homem havia criado e embora ele pudesse ter poupado as moedas e transferido a armas entre os guerreiros, preferiu ter a comodidade de não precisar ficar acessando o depósito que permitiria tal procedimento.

Segundo o prestativo filho, o sujeito ficou extremamente empolgado com a compra, tendo começado a jogar assim que chegou do trabalho e permanecendo diante do videogame até meia-noite, quando foi dormir, numa clara demonstração do quanto algumas pessoas adoram este título.

Porém, na minha opinião o mais legal nesta história não é a maneira como a Bungie conseguiu conquistar as pessoas, mas sim como um “simples jogo” de certa forma pode aproximar pai e filho, visto que noeljaboy afirmou que o coroa nunca havia lhe pedido um favor

Além disso, também fiquei pensando como como será daqui a uns 35 anos, quando terei a idade deste senhor e espero, ainda esteja jogando videogame.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários