Home » Internet » Garotas chechênas enganam o ISIS e conseguem mais de R$ 11 mil com engenharia social

Garotas chechênas enganam o ISIS e conseguem mais de R$ 11 mil com engenharia social

Três garotas da região russa conseguiram tapear os terroristas, convencendo-os a mandar dinheiro para que elas abraçassem à causa. Não deu muito certo…

5 anos atrás

ISIS_Che_636

Eu poderia começar esse texto com várias piadinhas engraçaralhas sobre o poder da Chechênia e garotas adolescentes, mas vou me/vos poupar. Façam o mesmo.

Foquemos na notícia pois ela por si só já é sensacional: três adolescentes da Chechênia/Tchetchênia (não clique), uma das repúblicas da Federação da Rússia, conseguiram tapear recrutadores do ISIS, e aplicaram um golpe que rendeu um prejuízo de mais de R$ 11 mil à organização terrorista.

A gente sabe que o ISIS está tentando recrutar jovens do mundo inteiro para lutar por sua causa contra os impuros desafiadores do Islã e imperialistas estadunidenses, mesmo que esses jovens sejam dos EUA. Dada a relação super saudável entre o país e a Rússia (#not), digamos que recrutar jovens do leste europeu/Ásia seja ainda mais fácil. Ao menos foi o que os guerrilheiros pensaram.

Mas eles não contavam com a astúcia do Chapolim Colorado de três garotas que, diante de uma tentativa de aliciamento, deram corda, enviaram fotos falsas e “se aproximaram” virtualmente dos caras a ponto deles acreditarem que elas estavam mesmo dispostas a se juntar à causa. O único problema, o único impecílho, seria o custo da viagem.

Imagino que eles devam ter pensado:

Não seja por isso, dinheiro não falta, toma aqui US$ 3.300 e venham desfrutar da deliciosa vida de carregar toras, realizar tarefas forçadas e árduas, além de serem mal-tratadas pela gente! VEM! (sorrindo e fazendo pose de comercial de univesidade)

Olha que marketing excelente, quem não toparia, não é verdade? Só que assim que o dinheiro foi entregue (me pergunto por quais meios...), elas deletaram todas suas contas online e cessaram todas as comunicações com a organização.

Sim, elas conseguiram dinheiro online com engenharia social. E, vejam vocês, isso é crime, mesmo na Chechênia. Além disso, negociar com terroristas dessa forma também não é nada bem visto. Por esses motivos, as garotas estão sendo investigadas pela polícia local, que já estava monitorando suas atividades.

Valery Zolotaryov, um dos cabeças da Unidade E, especializada em casos assim, disse ao jornal Moskovsky Komsomolets que essa é possivelmente a primeira vez que alguém faz algo assim (duvido), pelo menos na Chechênia (provável). Mas avisa:

Eu não recomendo que ninguém tenha qualquer tipo de comunicação com criminosos como esses, especialmente para tentar conseguir dinheiro fácil.”

A resposta pode ser amarga, e esse dinheiro pode custar muito caro, convenhamos.

Considerações pessoais

Complicado. Acredito que o envolvimento delas com o ISIS precise sim ser investigado, mas não vou derramar uma lágrima nem franzir a testa ao ver os terroristas perderem dinheiro desta forma. Ao mesmo tempo, não posso deixar de pensar que esse valor é troco de pinga.

Pinga essa que rendia tomar pito. Por no máximo 3 vezes, na quarta vez, era game over. Mas como Maomé era bondoso e benevolente, ele mudou essa punição, trocando por 40 chicotadas em vez da morte. Posteriormente o Irã resolveu aumentar isso pra 80, com chances de pena de morte, mesmo com protestos da Anistia Internacional. Não fossem meus amigos muçulmanos de países com a Turquia, ou mesmo aqui dos EUA, eu poderia cair na besteira de achar que o islamismo é de todo ruim, dada essas passagens bizarras e violentas. O mesmo vale pra outras religiões, como o Cristianismo, então vamos tomar cuidado e evitar se deixar levar pelo preconceito.

Sobre Engenharia Social: todo sistema tem falhas. As mais vulneráveis são as humanas. Seja no acesso à sua conta de email, seja no detento maldito que usa aparelhos de celular pra tentar fingir um sequestro, seja no recrutamento de organizações terroristas.

Fonte: RT.

relacionados


Comentários