Home » Áudio e vídeo » Boas novas, Unidades de Carbono! O Disco da V'Ger agora disponível no SoundCloud

Boas novas, Unidades de Carbono! O Disco da V'Ger agora disponível no SoundCloud

Existem duas formas de ouvir o conteúdo do Disco Dourado das sondas Voyager. Um é ser um alien e esperar 40 mil anos até ela chegar em seu planeta. Outra é clicando nesta matéria…

5 anos atrás

tmphd2570

Em uns 40 mil anos os habitantes de Gliese 445 detectarão um blip em seus sensores Dirac. Um pequeno objeto passando a pouco mais de um ano-luz da estrela, na constelação Camelopardalis (uma região esquisita mas não tanto quanto a vizinha malumagalhãespardalis).

Movidos pela curiosidade e o equivalente a geradores de energia de ponto zero rapidamente se posicionarão próximos ao objeto, que após uma sondagem rápida será trazido para bordo da Nave de Pesquisas. Eles identificarão o gerador nuclear a muito morto, os componentes frágeis cristalizados por milênios do frio entre as estrelas, e preso a uma das laterais um estranho objeto circular.

800px-The_Sounds_of_Earth_-_GPN-2000-001976

As instruções pictográficas serão estudadas, uma réplica em nível molecular será feita (o original é precioso demais para ser manipulado) e então pela primeira vez em sua História os Gliesianos ouvirão os sons e verão as imagens de outro mundo. Sua busca por vida no Universo até então havia sido infrutífera, mas um golpe de sorte tudo mudaria.

Adaptando os sons do disco para os níveis de pressão atmosférica de Gliese, movendo as frequências para a faixa audível do espectro (no padrão deles) os maiores cientistas do planeta cercam o aparato improvisado, o laser toca a superfície, é lido e por todo o laboratório, na verdade por todo o planeta, acompanhando, o primo de Marvin Berry é ouvido…

Deep down in Louisiana, close to New Orleans
Way back up in the woods among the evergreens
There stood a log cabin made of earth and wood
Where lived a country boy named Johnny B. Goode

Não é brincadeira. Johnny Be Goode, de Chuck Berry é uma das músicas que fazem parte do Disco Dourado das Voyagers, uma mensagem para quem quer que esteja lá fora e encontre nossas pequenas sondas.

aHR0cDovL3d3dy5iYW5kd2lkdGhmaWxtcy5jb20vd3AtY29udGVudC91cGxvYWRzLzIwMTAvMDUvcmV0b3VyX3ZlcnNfbGVfZnV0dXJfNTFfY2h1Y2tfYmVycnkuanBn

Selecionados por um comitê chefiado por Carl Sagan, os dados gravados no disco incluem mensagens em 55 idiomas, músicas de vários países, sons da Terra, as ondas cerebrais da Ann Druyan, canções de baleias, mapas do sistema solar e as até então primitivas imagens de alguns dos nossos planetas.

A lista de imagens é grande e ecumênica, de atletas soviéticos a aldeias africanas. Não chega nem a arranhar a diversidade da Vida na Terra, mas é um começo.

Agora a NASA resolveu disponibilizar parte do conteúdo do disco no Soundcloud. Inclusive a saudação em português, que provavelmente será a única evidência no espaço que o Brasil já existiu.

Uma curiosidade: se faltava alguma prova de que executivos de gravadoras são a escória da terra, vermes sem visão, egoístas e tacanhos, Carl Sagan queria incluir Here Comes The Sun, dos Beatles, mas os executivos da EMI não autorizaram.

Fonte: Popular Science.

relacionados


Comentários